Volume equivalente e prova da funcao tubaria: um estudo em individuos com otite media cronica

Mostrar registro simples

dc.contributor.author Alencar, Ana Paula Teixeira de [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T23:02:40Z
dc.date.available 2015-12-06T23:02:40Z
dc.date.issued 2003
dc.identifier.citation São Paulo: [s.n.], 2003. 51 p.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18367
dc.description.abstract Objetivo: O objetivo do presente estudo foi estudar o volume equivalente de 52 orelhas e a funcao da tuba auditiva de pacientes com Otite Media Cronica com e sem infeccao ativa. Metodos: O volume equivalente da orelha foi obtido em 52 orelhas com Otite Media Cronica com e sem infeccao ativa, e num grupo controle de mesma idade e sexo do grupo estudo. A prova de funcao tubaria foi realizada apenas no grupo estudo e foi obtida por meio da vedacao do Meato Acustico Externo com pressao positiva e da degluticao de goles de agua. O grupo estudo com infeccao foi avaliado pre e pos-tratamento clinico. Resultados: A media do volume equivalente para os grupos estudos sem e com infeccao e para o grupo controle foi, respectivamente, 2,86 ml; 1,42 ml e 0,80 ml. A media do volume equivalente para o grupo estudo com infeccao pre e pos-tratamento clinico foi, respectivamente, 1,42 ml e 1,82 ml. Na avaliacao da funcao tubaria, 64,2 por cento dos individuos do grupo estudo sem infeccao e 70,9 por cento do grupo estudo com infeccao nao reduziram a pressao e nao houve variacao no funcionamento da tuba no grupo estudo com infeccao pre e pos-tratamento clinico. No grupo com infeccao foi observado volume medio equivalente diferente, segundo o grau de funcionamento da tuba auditiva. Conclusoes: 1) o volume equivalente da orelha, medio, e maior em pacientes com Otite Media Cronica sem e com infeccao ativa, que em pacientes sem perfuracao de Membrana Timpanica, sendo respectivamente de 2,86 ml; 1,42 ml e 0,8 mL 2) Ha uma tendencia do volume equivalente da orelha ser maior apos tratamento clinico. 3) 60 a 70 por cento dos pacientes com Otite Media Cronica nao apresentam reducao de pressao intratimpanica a Prova de Funcao Tubaria. 4) Ha correlacao entre o funcionamento da tuba auditiva e o volume equivalente das orelhas, nao ocorrendo o mesmo nos pacientes sem infeccao pt
dc.format.extent 51 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject Otite Média Supurativa pt
dc.subject Tuba Auditiva pt
dc.subject Testes de Impedância Acústica pt
dc.title Volume equivalente e prova da funcao tubaria: um estudo em individuos com otite media cronica pt
dc.title.alternative Equivalent ear canal volume and tubal function test: study in subjects with chronic otitis media en
dc.type Dissertação de mestrado
dc.identifier.file epm-018352.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicina pt



Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples