Avaliacao dos efeitos da associacao amlodipina e enalapril sobre pressao arterial, albuminuria e funcao endotelial, em pacientes diabeticos tipo 2, hipertensos com nefropatia diabetica

Avaliacao dos efeitos da associacao amlodipina e enalapril sobre pressao arterial, albuminuria e funcao endotelial, em pacientes diabeticos tipo 2, hipertensos com nefropatia diabetica

Título alternativo Evaluation of the effects of the association ofamlodipine e enalapril on arterial blood pressure, albuminuria and endothelial function in type 2 diabetic hypertensive patients with diabetic nephropathy
Autor Santos, Ana Nery Borges Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A nefropatia diabetica vem se tornando a principal causa de insufiCiência renal. A reducao da pressao arterial e da excrecao urinaria de albumina (EUA) sao importantes para retardar a progressao da doenca renal. O objetivo deste estudo foi comparar os efeitos de um antagonista dos canais de calcio, a amlodipina, (A), de um inibidor da enzima conversora da angiotensina, o enalapril (E) e da associacao A e E sobre os niveis da pressao arterial (PA) e albuminuria em pacientes com diabetes tipo 2, portadores de nefropatia diabetica. Foram estudados 18 pacientes com micro (20 £ EUA < 200 mg/min) ou macroalbuminuria (EUA>200 mg/min), aleatoriamente divididos em 3 grupos de tratamento para obtencao da PA diastolica £ 85mmHg. Os grupos AE, A e E receberam doses diarias de A/E-5/20mg/dia, fl0mg e E-40mg, respectivamente. Todos, com excecao de um paciente do grupo A. necessitaram a adicao de 25 mg de clortalidona apos 12 semanas, para obtencao do controle pressorico. Apos 24 semanas de tratamento, os niveis da PA sistolica e diastolica nao diferiram nos tres grupos estudados. Verificamos que apesar da reducao pressorica, nos grupos AE e A, as medias dos logaritmos da EUA (log EUA) nao diferiram das medias. basais mostrando uma tendencia a se elevar no grupo A (AE:1,97n0,21 vs 1,68n0,50; p=0,33 e A:1,64n0,34 vs 2,04n0,63; p=0,07). Ja no grupo E o log EUA mostrou reducao significante apos o controle da PA resultante da adicao da clortalidona (1,67-n-0,48 vs 1,27n0,50: p=0,040). Na avaliacao da funcao endotelial, a vasodilatacao dependente do endotelio apresentou enorme variabilidade, nao diferindo nos tres grupos de pacientes antes e apos o tratamento. A vasodilatacao independente do endotelio no grupo A nao variou entre o basal, 12 semanas e 24 semanas de tratamento (10,01n9,5 por cento versus 15,14n2,5 por cento versus 8,00n8,4 por cento: p=0,197), o mesmo ocorrendo no grupo AE (-2,29n4,7...(au)
Palavra-chave Diabetes Mellitus
Hipertensão
Nefropatias Diabéticas
Enalapril
Amlodipino
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 86 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 86 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18338

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta