Custo-padrão dos procedimentos de enfermagem na assistência ao paciente crítico: diferenças entre a prescrição da enfermeira e a do médico

Custo-padrão dos procedimentos de enfermagem na assistência ao paciente crítico: diferenças entre a prescrição da enfermeira e a do médico

Título alternativo Standard cost of nursing procedures in the critical patient care: differences between the nurse's and the physician's prescription
Autor Munhoz, Sarah Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Ramos, Laís Helena Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Este estudo foi uma pesquisa quantitativa, descritiva e retrospectiva feita com o objetivo de estabelecer a relacao entre o custo-padrao da assistencia de enfermagem ao paciente critico e a quantidade de procedimentos decorrentes da prescricao da enfermeira e da do medico, executados pela enfermagem durante os primeiros dez dias de internacao em Unidade de Terapia Intensiva Geral (UTIG). Sua populacao foi constituida por 56 prontuarios de pacientes, em tratamento clinico ou cirurgico, que estiveram internados no ano de 2000 na unidade campo de estudo. Os dados foram coletados em 560 prescricoes realizadas pela enfermeira e igual quantidade de prescricoes pelo medico. Os resultados revelaram que, em relacao a quantidade de procedimentos prescritos, a maioria ainda decorreu da prescricao do medico, e as acoes assistenciais foram dirigidas principalmente aos pacientes cirurgicos. Quanto ao valor do custopadrao do conjunto das acoes ao paciente critico, a enfermeira foi responsavel por aproximadamente 70 por cento do seu valor em Reais, porem a maior parte desse valor esteve concentrada nos 1º e 2º dias de internacao. A partir do 3º dia, embora o custo das prescricoes da enfermeira continuasse sendo maior que o das prescricoes do medico, a diferenca entre ambos era bem menor. Quanto ao tipo de tratamento, os pacientes cirurgicos consumiram maior quantidade de Reais nas acoes assistenciais decorrentes da prescricao da enfermeira. No que diz respeito as correlacoes feitas entre as quantidades medias dos procedimentos de enfermagem originados da prescricao da enfermeira e das do medico, encontrou-se um coeficiente de correlacao de Pearson muito baixo (r=0,0095) e sem significancia estatistica (p=0,492)
Palavra-chave Administração de serviços de saúde
Enfermagem
Custos de cuidados de saúde
Unidades de terapia intensiva
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 89 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 89 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18314

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta