Alterações na expressão do antígeno nuclear de proliferação celular e dos receptores de estrogênio e de progesterona provocadas pela quimioterapia primária no carcinoma de mama

Alterações na expressão do antígeno nuclear de proliferação celular e dos receptores de estrogênio e de progesterona provocadas pela quimioterapia primária no carcinoma de mama

Título alternativo Assessment of proliferating cells of nuclear antigen and estrogen and progesterone receptor expression changes determined by primary chemotherapy in breast cancer
Autor Depes, Daniella De Batista Autor UNIFESP Google Scholar
Souza, Maria Angela De Autor UNIFESP Google Scholar
Ribalta, Julisa Chamorro Lascasas Autor UNIFESP Google Scholar
Alves, Maria Teresa de Seixas Autor UNIFESP Google Scholar
Kemp, Claudio Autor UNIFESP Google Scholar
Lima, Geraldo Rodrigues De Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo ABSTRACT PURPOSE: to evaluate the changes in the cell phenotype determined by primary chemotherapy. METHODS: we evaluated the expression of proliferating cells of nuclear antigen (PCNA) and the estrogen (RE) and progesterone (RP) receptors in 17 stage II breast cancer patients before and after chemotherapy by immunohistochemistry. The values were compared with menopausal status, tumoral clinical response and with axillary lymph node status. RESULTS: there was a significant decrease in the average index of anti-PCNA-stained cells before (time A) and after (time B) chemotherapy (p=0.041). Responder patients displayed a significant decrease in PCNA levels [time A=53.1 and time B= 30.7 (p=0.011)]. A similar trend was observed in patients with histologic grade GII/GIII [time A=63.1 and time B=38.7 (p=0.049)]. There was no significant difference in PCNA expression regarding menopause status and axillary lymph node involvement. There was a significant decrease in RE after chemotherapy in the premenopausal patients [time A=60.3 and time B=24.1 (p=0.027)] and in those who showed a therapeutic response [time A=59.1 and time B=37.9 (p=0.030)]. We observed a significant increase in RP after chemotherapy in the postmenopausal patients [time A=35.3 and time B=58.3 (p=0.023)]. There was no relationship between hormone receptors and axillary lymph nodes. CONCLUSIONS: the decrease in PCNA levels in patients with high histologic grade, in RE in premenopausal patients, and both, PCNA and RE, in the tumors with clinical response after chemotherapy shows that the drugs acted on proliferating cells, and therefore PCNA can be used as a parameter of treatment response.

OBJETIVO: averiguar as alterações induzidas pela quimioterapia primária no fenótipo celular. MÉTODOS: avaliamos a expressão do antígeno nuclear de proliferação celular (PCNA) e dos receptores de estrogênio (RE) e de progesterona (RP) em 17 tumores de mama no estádio clínico II, obtidos antes e após a terapia antiblástica, por método imuno-histoquímico. Os valores foram relacionados com o estado menstrual, com a resposta clínica tumoral e com o comprometimento axilar. RESULTADOS: houve redução significante na porcentagem de células coradas pelo anti-PCNA antes (tempo A) e após (tempo B) a quimioterapia (p=0,041). Observamos também resultados significantes ao compararmos os índices médios de PCNA com o grau histológico GII/GIII [tempo A=63,1 e tempo B=38,7 (p=0,049)] e nos casos em que houve resposta clínica [tempo A=53,1 e tempo B=34,4 (p=0,011)]. Não observamos relação significante entre os índices de PCNA com o estado menstrual e o axilar. Houve redução significante do RE após a quimioterapia nas pacientes pré-menopausadas [tempo A=60,3 e tempo B=24,1 (p=0,027)] e naquelas que apresentaram resposta clínica ao tratamento [tempo A=59,1 e tempo B=37,9 (p=0,030)]. Observamos aumento significante do RP após a quimioterapia nas pacientes pós-menopausadas [tempo A=35,3 e tempo B=58,3 (p=0,023)]. Não encontramos relação entre os receptores hormonais e o comprometimento axilar. CONCLUSÕES: a diminuição dos índices de PCNA nos tumores de alto grau histológico, do RE nas pacientes pré-menopausadas e de ambos, PCNA e RE, nos tumores com redução clínica após a quimioterapia nos mostra que ela atuou sobre as células em proliferação e que o PCNA pode ser utilizado como parâmetro de resposta a este tratamento.
Palavra-chave Breast cancer
Chemotherapy
Proliferating cells of nuclear antigen
Hormone receptors
Quimioterapia
Antígeno nuclear de célula em proliferação
Receptores hormonais
Mama
Idioma Português
Data de publicação 2003-09-01
Publicado em Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia, v. 25, n. 8, p. 545-552, 2003.
ISSN 0100-7203 (Sherpa/Romeo)
Publicador Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Extensão 545-552
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032003000800002
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-72032003000800002 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1831

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-72032003000800002.pdf
Tamanho: 1.166MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta