O uso de agonista u opioide como metodo de inducao de crises epilepticas em ratos submetidos ao modelo da pilocarpina

O uso de agonista u opioide como metodo de inducao de crises epilepticas em ratos submetidos ao modelo da pilocarpina

Título alternativo Using u opioid agonist to induced seizures in rats with pilocarpine-induced epilepsy
Autor Meira, Isabella D'Andrea Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: O alfentanil e um agonista do receptor N opoide que tem sido' utilizado na clinica como anestesico, porem apresenta o risco del desencadear crises nos pacientes. Por ser pro-convulsivante, foi a droga escolhida neste estudo para avaliar a propriedade de recrutar crises a partir de um substrato epileptogenico induzido pela pilocarpina em ratos. Como metodo de inducao de crises, poderia ser empregado nos estudos voltados a elucidar os mecanismos envolvidos na geracao das mesmas. Material e Metodos: Ratos machos, Wistar (200-250 g), foram injetados com pilocarpina para a inducao de status epilepticus e mantidos no bioterio ate o aparecimento das crises espontaneas. Dois grupos foram entao empregados neste estudo: um grupo com ratos epilepticos e outro com ratos controles. Um estudo in vitro foi feito para testar a resposta de campo com eletrodos posicionados na regiao CA1 do hipocampo, mediante a aplicacao de diferentes doses de alfentanil (100 e 500nM e 1 e 5 NM). O naloxone, um antagonista opioide, foi empregado na dose de 20pM para reversao dos efeitos do alfentanil. Os estimulos na regiao CA1 variaram de 15 a 50V nas diferentes concentracoes do agonista e antagonista opioide. Os paradigmas estudados foram amplitude e numero de espiculas. Um estudo in vivo foi realizado com a aplicacao do alfentanil nas doses de 100, 50, 25 e 15 Nglkg, a ambos os grupos, que tiveram anotadas as crises comportamentais e os registros eletrencefalograficos. Os animais tiveram os eletrodos posicionados da seguinte maneira: 4 eletrodos corticais bilaterais (area 3 e 10) e 2 eletrodos hipocampais bilaterais. O alfentanil era administrado atraves da veia jugular no momento do registro. Resultados: No estudo in vitro verificou-se que: 1) o alfentanil induz em ratos cronicos, um aumento no numero de espiculas e uma diminuicao da amplitude da primeira populacao de espiculas em todas as doses testadas; 2) o alfentanil induz crises em ratos controle somente quando administrado em doses superiores a 500nM...(au)
Palavra-chave Epilepsia
Entorpecentes
Alfentanil
Convulsões
Pilocarpina
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 71 p. ilus.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 71 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18307

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta