Analise da composicao corporal, pratica de atividade fisicas e dietas entre modelos adolescentes brasilieras

Analise da composicao corporal, pratica de atividade fisicas e dietas entre modelos adolescentes brasilieras

Título alternativo The present research analised Brazilian adolescent models'health conditions, taking account body composition variables in relation to diet practices and regular exercices
Autor Madeira, Regina Celia Denadai Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A crescente preocupacao com o aspecto fisico, principalmente no sexo feminino e, em especial, entre as adolescentes, esta estritamente relacionada com o padrao de beleza atual, representado primordialmente por modelos ou top models, cujas caracteristicas corporais fundamentais sao a estatura elevada (>170,Ocm) e o peso corporal extremamente reduzido. A profissao tem, atualmente, significativa expressao entre as adolescentes brasileiras, porem, em funcao das modificacoes corporais decorrentes desse estagio do desenvolvimento, manter o baixo peso corporal pode acarretar prejuizos a Saúde, devido a acoes pouco saudaveis relacionadas a dietas restritivas e nao realizacao de atividades fisicas adequadas. Nesse sentido, o presente estudo teve por objetivo analisar as condicoes de Saúde de modelos adolescentes brasileiras, a partir das variaveis de composicao corporal relacionadas a pratica de dietas e atividades fisicas regulares. Por meio de avaliacao fisica (peso, estatura e composicao corporal) e questionario auto-aplicativo, foram avaliadas 203 modelos (idade media: 15,19 n 1,42 anos) e 50 adolescentes do grupo controle, que nao exerciam a profissao de modelo (idade media: 14,08 n 2,03 anos). Apos a analise dos dados constatou-se que no grupo de modelos (GM), 88,2 por cento das adolescentes nao possuiam risco nutricional imediato, pois apesar de apresentarem valores de IMC < P50 para idade e sexo (Must, 1991), seu percentual de gordura corporal situava-se dentro da faixa de normalidade (15 - 25 por cento). Comparando-se as adolescentes do grupo controle (GC), observou-se que as modelos avaliadas apresentavam IMC significantemente menor (GM: 17,0 n 1,07 kg /m2; GC: 20,2 n 2,11 kg /mz), praticavam menos atividade fisica (GM: 60,4 por cento; GC: 92,0 por cento) e realizavam mais dietas para emagrecimento (GM: 32,2 por cento; GC: 20,0 por cento). No entanto, o indice de realizacao de atividades fisicas adequadas e dietas das modelos era baixo, o que demonstrou que tais...(au)
Palavra-chave Adolescente
Composição Corporal
Dieta
Exercício
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 88 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 88 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18297

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta