Importancia de fatores celulares em associacao ao indice de prognostico internacional na resposta ao tratamento inicial e na evolucao clinica de pacientes com linfoma difuso de grandes celulas B

Importancia de fatores celulares em associacao ao indice de prognostico internacional na resposta ao tratamento inicial e na evolucao clinica de pacientes com linfoma difuso de grandes celulas B

Título alternativo Importance of cellular factors associated with international prognostic index on treatment response and clinical outcome in difuse large B-cell non-Hodgkin's lymphoma
Autor Kerbauy, Fabio Rodrigues Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: O presente estudo teve os seguintes objetivos: 1) avaliar a aplicabilidade do indice de Prognostico Internacional em uma populacao de pacientes com LDGCB; 2) correlacionar a expressao das proteinas P53, P21 e Mdm2 com a resposta ao tratamento inicial e evolucao clinica de pacientes com LDGCB; 3) determinar a importancia da expressao das proteinas Bcl-2 e Bcl-6 na resposta ao tratamento inicial e evolucao clinica de pacientes com LDGCB; 4) detectar a presenca de mutacao nos exons 5 a 9 do gene p53 e correlaciona-la a resposta ao tratamento inicial e evolucao clinica de pacientes com LDGCB; 5) detectar a presenca do rearranjo bcl-2/IgH e correlaciona-la a resposta ao tratamento inicial e evolucao clinica de pacientes com LDGCB. Metodos: Foram analisados, retrospectivamente, os 51 pacientes tratados no ambulatorio de LNH do Hospital São Paulo (UNIFESP/EPM) com diagnostico de LDGCB, no periodo de janeiro de 1990 a janeiro de 2002, e que apresentavam informacoes clinicas e blocos de parafina disponiveis para analise imunohistoquimica e molecular. A analise da expressao das proteinas P53, P21, Mdm2, Bcl-2 e Bcl-6 foi realizada por tecnicas de imunohistoquimica. A pesquisa de mutacao no gene p53 foi avaliada pelo metodo de PCR-SSCP, seguido de sequenciamento automatizado das amostras contendo desvio de mobilidade (shift). A pesquisa do rearranjo bcl-2/IgH foi realizada pelo metodo de PCR para a deteccao do rearranjo na regiao MBR do gene bcl-2. Resultados: O IPI pode ser aplicado a esta populacao de pacientes com LDGCB, confimando seu valor como marcador prognostico na sobrevida geral (p = 0,029) e como fator preditivo de resposta a terapia inicial (p= 0,003). A expressao das proteinas P53 e P21 se correlacionou com a sobrevida geral, havendo melhor evolucao para o grupo de pacientes com expressao de P53 >=10 por cento e P21 >=10 por cento e pior evolucao para P53 >=10 por cento e P21 <10 por cento (p= 0,031). A expressao de Mdm2 apresentou tendencia a associacao com a expressao de P53...(au)
Assunto Linfoma não Hodgkin
Genes p53
Proteína Oncogênica p21(ras)
Proteína Supressora de Tumor p53
Prognóstico
Idioma Português
Data 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 126 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 126 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18288

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)