Deformidade em flexaodo joelho em pacientes portadores de artrogripose multipla congenita ou mielomeningocele: estudo comparativo entre a osteotomia percutanea de extensao do femur distal e a liberacao radical posterior de partes moles

Deformidade em flexaodo joelho em pacientes portadores de artrogripose multipla congenita ou mielomeningocele: estudo comparativo entre a osteotomia percutanea de extensao do femur distal e a liberacao radical posterior de partes moles

Título alternativo Knee flexion deformity in patients with arthrogryposis multiplex congenita or myelomeningocele: comparative study between percutaneous osteotomy of the distal femur and posterior radical release of soft tissues
Autor Honmoto, Paulo Kenji Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Neste estudo, nos comparamos os resultados clinicos da correcao da deformidade em flexao fixa do joelho nos pacientes com Arfirogripose Multipla Congenita e Mielomeningocele utilizando duas tecnicas cirurgicas diferentes: a osteotomia percutanea extensora do femur distal e a liberacao radical de estruturas posteriores doi oelho! 0 grupo A foi constituido de 16 pacientes, 29 joelhos, que foram submetidos a correcao cirurgica por osteotomia percutanea de extensao do femur distal. 0 valor medio da deformidade em flexao pre-operatoria foi de 23,8º (variando de 15º a 35º). Apesar de todos os pacientes apresentarem correcao total no pos operatorio imediato, houve perda progressiva da correcao cirurgica e o resultado final medio foi de 31,4` (variando de 20º a 60º). 0 grupo B foi constituido de 11 pacientes (20 joelhos) que foram corrigidos por liberacao radical de estruturas posteriores do joelho. 0 valor medio da deformidade em flexao pre-operatoria foi de 31,5º (variando de 10º a 45º) e o resultado final medio apos correcao foi de 5,0º (variando de 0º a 10º). 0 grupo C foi constituido de 16 pacientes (28 joelhos) que foram corrigidos por liberacao radical das estruturas posteriores do joelho em pacientes que foram submetidos a osteotomia percutanea de extensao do femur distal previamente, com recidiva da deformidade. 0 valor medio da deformidade em flexao pre-operatoria foi de 30,4º (variando de 20º a 45º) e o resultado final medio foi de 4,6º (variando de 0º a 15º). Concluimos que a liberacao radical das estruturas posteriores do joelho e a melhor tecnica cirurgica para correcao da deformidade em flexao fixa do joelho, ate 45º, nos pacientes portadores de artrogripose multipla congenita ou mielomeningocele
Assunto Joelho
Anormalidades Congênitas
Artrogripose
Meningomielocele
Cirurgia Geral
Idioma Português
Data 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 110 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 110 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18284

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta