Desenvolvimento do tecido dental no omentum de ratos Lewis por meio de técnicas de engenharia de tecidos

Desenvolvimento do tecido dental no omentum de ratos Lewis por meio de técnicas de engenharia de tecidos

Título alternativo Development of dental tissues in Lewis rat's omentum by tissue engineering techniques
Autor Duailibi, Monica Talarico Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Pontes, Paulo Augusto de Lima Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Verificar a viabilidade de desenvolver tecido dental, por meio de tecnicas de Engenharia de Tecidos, utilizando celulas mistas, dissociadas de germes de molares de ratos, mantidas em cultura celular, em diferentes tempos de espera para aderencia, e semeadas em arcabouco de diferentes polimeros biodegradaveis, implantados no omentum de ratos singenicos. Metodo: Para este estudo, foram utilizados quatro diferentes grupos de animais. No primeiro grupo, denominado grupo-controle I (C I), foram utilizados sete ratos adultos Lewis como receptores e quatro ratos Lewis, com quatro dias de idade, como doadores. Foram implantados germes dentais de molares, obtidos dos ratos doadores, em omentum de rato adulto Lewis receptor. No segundo e terceiro grupos, denominados grupos-controle II e III, foram utilizados dez ratos adultos Lewis como receptores. Destes, cinco receberam implantes em omentum, de arcabouco de acido poliglicolico, PGA (C II) e os outros cinco, implantes no omentum de arcabouco de acido poli latico co-glicolico, PLGA (C III). No quarto grupo, denominado grupo experimental (IV), foram utilizados 39 ratos como receptores. Os implantes foram previamente preparados com a associacao do arcabouco de PGA (acido poliglicolico) ou PLGA (acido poli latico co-glicolico) e celulas, obtidas a partir de cultura de celulas dentais confluentes, cujo tempo de aderencia ao arcabouco variou entre 1 e 12 horas. Foram utilizados 20 ratos para o implante de PGA (acido poliglicolico) com celulas dentais e destes, 9 foram implantados com polimeros e celulas dentais, com 1 hora de aderencia, e 11 com 12 horas de aderencia. Para os implantes de PLGA (acido poli latico co-glicolico) foram utilizados 19 ratos, sendo 8 para os implantes de polimeros e celulas dentais, com 1 hora de aderencia, e 11 para aqueles de 12 horas de aderencia...(au)
Palavra-chave Engenharia
Omento
Engineering
Omentum
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 68 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 68 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18267

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta