Cirurgia de substituição esofágica por alongamento da curvatura gástrica com anastomose intratorácica: modelo experimental em suínos

Cirurgia de substituição esofágica por alongamento da curvatura gástrica com anastomose intratorácica: modelo experimental em suínos

Título alternativo Esophageal replacement by elongation of the lesser curvature with intrathoracic anastomosis: experimental model in pigs
Autor Coelho, Silvio Antonio Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Schettini, Sergio Tomaz Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: O proposito deste trabalho e apresentar as observacoes experimentais na resseccao parcial do esofago toracico com restauracao de sua continuidade com anastomose termino-terminal, em posicao intratoracica, por alongamento da curvatura gastrica menor, modificando parcialmente a descricao original de Scharli. Metodos: 50 suinos da raca large white submetidos a laparotomia, alongamento da curvatura gastrica menor e procedimento anti-refluxo, abertura do hiato esofagico e passagem do fundo gastrico e esofago abdominal para o torax. Por toracotomia, resseccao de 5 cm do esofago toracico e anastomose termino-terminal no nivel da bifurcacao traqueal. O estudo compoe-se da avaliacao de parametros clinicos e laboratoriais, bem como do resultado anatomopatologico dos animais operados e seus controles, tratados estatisticamente. Resultados: 10 animais morreram na fase inicial do experimento em consequencia do ato operatorio. Dos 30 animais submetidos ao alongamento esofagico, 27 (90 por cento) demonstraram viabilidade do esofago no pos-operatorio. A tecnica nao foi viavel em um caso no qual ocorreu necrose do esofago distal e em dois do fundo gastrico. Nove animais desenvolveram fistulas da anastomose e um deiscencia parcial. Nos demais verificaram-se graus variaveis de estenose, que resultaram na morte de quatro animais, e desnutricao nos demais, comprovadas pelos exames laboratoriais e pela avaliacao ponderal. Conclusoes: A mobilizacao do esofago e possivel, na quase totalidade dos casos, mantendo sua viabilidade cirurgica por manutencao da vascularizacao, mesmo com a ligadura da arteria gastrica esquerda, atraves da rede vascular intramural, verificando-se, no entanto, a inviabilidade da tecnica em 3 (10 por cento) dos animais operados. As anastomoses foram realizadas sem tensao, nao ocorrendo dificuldades para mobilizacao do esofago terminal e do fundo gastrico, sem a utilizacao de grandes disseccoes e apenas uma ligadura arterial. A evolucao dos animais nao foi satisfatoria pelo elevado numero de obitos e complicacoes ocorridas, porem mesmo nestes...(au)
Palavra-chave Esôfago/cirurgia
Esofagoplastia/métodos
Procedimentos Cirúrgicos Operatórios
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 55 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 55 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18255

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta