ESTUDO DO CORACAO DE CAMUNDONGOS IRRADIADOS: ANALISE MORFOLOGICA DAS CELULAS DO PARENQUIMA E ESTROMA CARDIACO, MORFOMETRICA DAS FIBRAS COLAGENAS E IMUNOHISTOQUIMICA DAS PROTEINAS TGFß1 LATENTE E ATIVA

ESTUDO DO CORACAO DE CAMUNDONGOS IRRADIADOS: ANALISE MORFOLOGICA DAS CELULAS DO PARENQUIMA E ESTROMA CARDIACO, MORFOMETRICA DAS FIBRAS COLAGENAS E IMUNOHISTOQUIMICA DAS PROTEINAS TGFß1 LATENTE E ATIVA

Título alternativo Irradiated heart of mice: morphological analysis of heart parenchyma cells, morphometry of collagen fibres an immunohistochemical study of latent an active TGFBETA1 proteins expression
Autor Affonso Junior, Renato Jose Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo.: avaliar o coracao de camundongos irradiados sob o aspecto morfologico geral, morfometrico das fibras colagenas e imunohistoquimico para as proteinas TGFb1 latente e ativa. Metodos: foram utilizados 32 camundongos isogenicos da linhagem C57BL, divididos em dois grupos: Grupo I (nao irradiado) com 12 animais e Grupo II (irradiado) com 20 animais. Os animais do grupo II receberam radiacao gama proveniente de aparelho de telecobaltoterapia, contendo fonte de 60 Co com rendimento de 0,97Gy/min, na dose unica de 7 Gy em corpo inteiro. Os grupos I e II foram sacrificados por estiramento cervical nos periodos de 1,14, 30 e 90 dias apos irradiacao. Resultados: Nos coracoes dos animais irradiados observou-se: 1) Alteracoes nucleares e menor nitidez das estriacoes nos cardiomiocitos aos 30 e 90 dias depois da irradiacao. 2) aumento estatisticamente significante no numero de fibras colagenas aos 90 dias apos irradiacao. 3) discreta diminuicao da imunorreatividade para a proteina TGFb1 latente aos 14, 30 e 90 dias apos irradiacao nas celulas do parenquima (cardiomiocitos) e reducao mais evidente no tecido conjuntivo. 4) extensas areas com cardiomiocitos fortemente imunopositivos para a proteina TGFP1 ativa nos periodos de 1, 14, 30 e 50 dias depois de irradiacao. O tecido conjuntivo apresentou forte imunorreatividade para a proteina TGFP1 ativa com 30 e 90 dias apos irradiada. Conclusao: nossos resultados sugerem ativacao da proteina TGFP1 apos irradiacao. Sugerem tambem que as celulas do parenquima (cardiomiocitos), e as do estroma podem participar do complexo processo de fibrose cardiaca funcionando como fontes da proteina TGFb1
Palavra-chave Radiação Ionizante
Coração/efeitos de radiação
Colágeno/efeitos de radiação
Fator de Crescimento Transformador beta/efeitos de radiação
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 87 p. ilustabgraf.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 87 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18231

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta