Avaliacao do comprometimento neurologico e da incidencia da sindrome do tunel do carpo em pacientes portadores de diabetes mellitus tipo 2

Avaliacao do comprometimento neurologico e da incidencia da sindrome do tunel do carpo em pacientes portadores de diabetes mellitus tipo 2

Título alternativo Evaluation of the neurological damage and inidence of the carpal tunnel syndrome in type 2 diabetes mellitus patients
Autor Marciano, Lucia Helena Soares Camargo Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Avaliar a extensao do comprometimento neurologico nos nervos ulnar e mediano e verificar se existem diferencas entre a populacao feminina e a masculina; determinar a incidencia da sindrome do tunel do carpo em pacientes diabeticos tipo 2, bem como o limiar da percepcao vibratoria nos nervos ulnar e mediano, na populacao controle. Metodos: Foram avaliados 94 pacientes diabeticos tipo 2, sendo 67 do sexo feminino, cuja idade variou de 43 a 72 anos, e 27 do sexo masculino, com idade variando de 32 a 75 anos. As maos avaliadas foram classificadas em dominante e nao dominante. O tempo medio de duracao da doenca na populacao feminina foi de 11,7 anos e na populacao masculina, de 12,2 anos. Os pacientes foram submetidos a um protocolo contendo: anamnese, levantamento das queixas, teste de glicemia, exame clinico pela palpacao e percussao dos nervos ulnar e mediano, teste de Phalen e Allen, estudo de conducao nervosa, avaliacao da sensibilidade vibratoria (diapasao e bioestesiometro), sensibilidade tatil (discriminacao de dois pontos estaticos e monofilamentos de Semmes-Weinstein), teste de forca muscular manual (sistema de graduacao de 0 a 5) e de preensao palmar (dinamometro de Jamarr). A populacao controle foi submetida a: anamnese, avaliacao da sensibilidade vibratoria (bioestesiometro), avaliacao da sensibilidade tatil (discriminacao de dois pontos estaticos). Resultados: O estudo de conducao nervosa detectou alteracao em 93,62 por cento dos pacientes; o bioestesiometro, em 76,60 por cento; o dinamometro de Jamarr, em 59,57 por cento; o discriminador de dois pontos, em 50 por cento; o teste de Phalen, em 35,11 por cento; os monofilamentos de Semmes-Weinstein, em 11,70 por cento; o diapasao (256 cps), em 4,25 por cento e a forca muscular manual, em 4,25 por cento, o teste de Allen, em 2,13 por cento. Na populacao controle, o limiar da percepcao vibratoria no...(au)
Palavra-chave Diabetes Mellitus
Neuropatias Diabéticas
Síndrome do Túnel Carpal
Condução Nervosa
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 171 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 171 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18198

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta