Estudo experimental dos efeitos de agentes antiinflamatorios e antioxidantes, no processo cicatricial resultante de lesoes pela energia de radiofrequencia em tecidos musculares adultos e em desenvolvimento: implicacoes para a caracterizacao e prevencao dos mecanismos envolvidos na genese dos efeitos tardios da energia de radiofrequencia

Estudo experimental dos efeitos de agentes antiinflamatorios e antioxidantes, no processo cicatricial resultante de lesoes pela energia de radiofrequencia em tecidos musculares adultos e em desenvolvimento: implicacoes para a caracterizacao e prevencao dos mecanismos envolvidos na genese dos efeitos tardios da energia de radiofrequencia

Título alternativo Experimental study on the effects of anti-inflammatory and antioxidant agents on the healing of radiofrequency energy-induced lesions in adult and immature muscle: implications for the characterization and prevention of delayed effects of radiofrequency energy
Autor Costa, Guilherme Drummond Fenelon Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Os efeitos tardios da radiofrequencia (RF) podem estar relacionados a extensao tardia da lesao. Nos avaliamos os efeitos de drogas antiinflamatorias esteroides e antioxidantes na cicatrizacao das lesoes ventriculares induzidas pela RF em 31 caes (10-30 Kg). Como no miocardio imaturo as lesoes por RF podem crescer acentuadamente, tambem investigamos os efeitos de antiinflamatorios esteroides na cicatrizacao de lesoes por RF criadas no musculo da coxa de 29 ratos Wistar filhotes (30 dias 60g). Metodos: Nos caes, o tamanho da lesao e as caracteristicas histologicas e ultraestruturais compreendidas em 3 zonas no raio de 9 mm alem da lesao visivel, ou seja, A (0-3 mm); B (3-6 mm) e C (6-9 mm)i foram avaliados agudamente (n=7) e, apos 30 dias, em 6 grupos: controle (n=7); tratado (n=7) conjuntamente com alopurinol (400 mg VO 24 e 2 horas pre RF) verapamil (200 gg/Kg EV 15 min antes e apos RF); hidrocortisona (10 mg/Kg EVO pos RF) e prednisona (20 mg VO por 29 dias); recebendo (n=3) alopurinol e' verapamil; recebendo (n=3) hidrocortisona e prednisona; e caes recebendo apenas verapamil (n=2) ou alopurinol (n=2). Nos ratos, as lesoes foram avaliadas agudamente (n=11) e, apos 30 dias, em controles (n=11; 183g) e ratos (n=7' 173g) recebendo hidrocortisona apos a ablacao e betametasona por 29 dias. Avaliamos tambem lesoes agudas (n=16) e cronicas (30 dias; n=5) em ratos) Wistar adultos (300 g). Resultados: Nos caes, o tamanho da lesao nao variou) entre os grupos, mas os tratados com esteroides apresentaram retardo cicatricial a histopatologia. Nao se detectou apoptose nas lesoes agudas. Aguda e cronicamente, as zonas A e B apresentaram alteracoes ultraestruturais significativas. Nas lesoes cronicas, havia proliferacao colagena. Em todos os grupos, a zona C se mostrou virtualmente normal. Contudo, a intensidade dg dano ultraestrutural e proliferacao colagena foram pouco menores no grupo...(au)
Palavra-chave Eletrofisiologia
Arritmias Cardíacas
Ablação por Cateter
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 176 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 176 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18183

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta