Estudo dos pontos gatilho na lombalgia cronica

Estudo dos pontos gatilho na lombalgia cronica

Título alternativo Trigger point evaluation in patients with chronic back pain
Autor Breitschwerdt, Cristina Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A insufiCiência renal cronica esta associada a muitas alteracoes no metabolismo mineral e osseo que acarretam desordens esqueleticas conhecidas como osteodistrofia renal. O tratamento de escolha para a IRC e o transplante renal. Embora o transplante renal bem sucedido reverta a maioria das alteracoes que leva a osteodistrofia renal , varios estudos tem demonstrado que a doenca ossea pode persistir por anos aumentando a prevalencia de fraturas osseas atraumaticas nestes pacientes. Ate o momento, nao ha consenso sobre os principais fatores de risco envolvidos na reducao da massa ossea e fratura apos o transplante renal. OBJETIVOS: O presente estudo teve como objetivos determinar a prevalencia de fratura atraumatica, prevalencia de osteoporose e fatores de risco associados a fratura, numa amostra de pacientes renais cronicos que se submeteram a transplante renal. METODOLOGIA: Foram incluidos 191 pacientes que se submeteram a transplante renal ha tres anos ou mais com creatinina serica <_ 2,5 mg/dL. As seguintes variaveis foram avaliadas: Peso, altura, indice de massa corporea, creatinina serica, etiologia da insufiCiência renal cronica, tempo de hemodialise, tempo de transplante, dose cumulativa de corticoide, ciclosporina e azatioprina, diabetes mellitus, menopausa e tipo de doador. A presenca de fratura vertebral foi avaliada pela radiografia simples das colunas dorsal e lombar (T4 a L5) na posicao de perfil em todos os pacientes. O criterio de RIGGS foi utilizado para estabelecer o diagnostico de fratura vertebral. A densidade mineral ossea foi medida na coluna lombar (L2-L4) e no colo do femur com o densitometro DPX (lunar, MA, WI). Ultra-sonometria de calcaneo foi realizada para avaliacao da qualidade ossea com o aparelho Achilles+ (Lunar, Madison, WI). RESULTADOS: Foram estudados 191 pacientes, 97 mulheres e 94 homens, com media de idade de 44,8 anos (20-70), sendo 46 (24 por cento) com fratura e 145 (76 por cento) sem fratura. Dos 46 pacientes com ...(au)
Palavra-chave Dor Facial
Dor Lombar
Coluna Vertebral
Síndromes da Dor Miofascial
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 106 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 106 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18179

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta