Avaliacao por ressonancia magnetica das estruturas musculoligamentares do assoalho pelvico e da presenca de cistocele em mulheres com e sem incontinencia urinaria de esforco

Avaliacao por ressonancia magnetica das estruturas musculoligamentares do assoalho pelvico e da presenca de cistocele em mulheres com e sem incontinencia urinaria de esforco

Título alternativo MR evaluation of muscular and ligamentous pelvic floor structures and pelvic prolapse in women with and without urinary stress incontinence
Autor Bezerra, Maria Rita Lima Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: demonstrar o valor da ressonancia magnetica na avaliacao das estruturas musculoligamentares e dos prolapsos pelvicos em mulheres sem e com incontinencia urinaria de esforco. Metodos: realizou-se estudo prospectivo em 25 pacientes com incontinencia urinaria de esforco e em 22 assintomaticas, com idade de 20-80 anos (media de idade: 50anos). Os exames de RM de pelve em aparelho de 1,5T foram realizados em sequencias turbo spin-echo, ponderadas em T1 e T2, nos planos axial e sagital. Os exames foram analisados por dois observadores independentes, sem conhecimento previo do diagnostico. Procuraram identificar os musculos: levantador do anus (pubococcigeo, iliococcigeo), puborretal, coccigeo, obturador interno e compressor da uretra e o ligamento pubo-uretral e avaliar a espessura e a integridade desses grupos musculares e ligamentos. Comparando-se as imagens no plano sagital T2 em repouso e com esforco, foi estudada a presenca ou nao de cistocele. Foram verificada as frequencia de identificacao e a reducao das estruturas musculoligamentares por observador. A diferenca estatistica das estruturas acima citadas em relacao ao grupo continente e incontinente, foi avaliada pelos testes do Qui-quadrado, exato de Fisher, indice de proporcao de concordancia interobservador e intervalo de confianca (95 por cento). Resultados: Houve diferenca estatisticamente significante(p <0,05) na identificacao do m.compressor da uretra e do ligamento pubouretral pelo observador I , sendo identificados com maior frequencia nas mulheres continentes,nao havendo diferenca estatisticamente significante (p>0,05) na identificacao dos mm. levantador do anus, pubococcigeo, iliococcigeo, puborretal, coccigeo e obturador interno. Tambem houve diferenca estatisticamente significante (p<0,05) na identificacao do m. coccigeo, nao havendo diferenca significante (p>0,05) na identificacao dos demais musculos e do ligamento pubo-uretral pelo observador li. Quanto a reducao das estruturas musculoligamentares, nao houve diferenca estatisticamente significante (p >0,05) entre as pacientes...(au)
Palavra-chave Imagem por Ressonância Magnética
Diafragma da Pelve
Doenças da Bexiga Urinária
Incontinência Urinária por Estresse
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 58 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 58 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18177

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta