Transtornos do sono em pacientes psicoticos: articulacao teorica entre estudos experimentais e abordagem psicanalitica

Transtornos do sono em pacientes psicoticos: articulacao teorica entre estudos experimentais e abordagem psicanalitica

Título alternativo Sleep disords in acute psychotic patients: theorical articulation between experimental research and psychoanalytical approach
Autor Souza, Mateus Pinheiro de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Os transtornos de sono em pacientes com quadros psicoticos agudos sao avaliados a luz de uma teoria psicossomatica. Nela considera-se haver, nas psicoses agudas, o deslocamento do sonhar para a vigilia, como forma de protecao para o impacto provocado por uma realidade interna conturbada. A mente geraria um delirio, por meio de um mecanismo psicossomatico, para lidar com a realidade frustradora, insuportavel. Com o delirio, tenta-se obter o mesmo tipo de gratificacao que psicanalistas supoem ser obtida no sonhar noturno. Para desenvolver o tema, e feito inicialmente um apanhado abrangente das questoes relativas ao sono, incluindo um breve historico dos desenvolvimentos da pesquisa experimental nesta area. A seguir, os problemas de sono de origem psicologica sao abordados. Comenta-se sobre hipoteses relativas as insonias nos quadros de ansiedade, nas quais a insonia e enfocada como um sintoma que visa proteger o individuo de perigos que, embora fantasiados, sao subjetivamente vividos como reais. Aventa-se a possibilidade de que os disturbios de sono nas psicoses tambem estariam relacionados as perturbacoes emocionais que acompanham tais estados. A seguir e enfocada a pesquisa) experimental sobre os transtornos de sono nos quadros de psicose, sendo citados trabalhos que abordam o assunto de maneira, tanto direta, como indireta. Da-se atencao especial ao estudo dei Kupfer et al (1970), que avalia longitudinalmente o sono de seis pacientes com quadros de psicose aguda. O padrao de sono destes seis pacientes mostrou diferencas singulares daquele dos pacientes do grupo controle, composto por 15 individuos normais. Os achados mais significativos deste trabalho sao a diminuicao de sono REM no periodo inicial das crises, e a nao reposicao dele nas fases seguintes. A partir da ausencia desta reposicao, cogita-se que a necessidade de REM e de alguma maneira abrandada durante a crise de psicose aguda. E proposto pelo autor do presente trabalho que este tipo de alteracao aconteca por haver nesses quadros a 'difusao' do sonhar na vigilia. Como um pensamento semelhante ocorre no ambito das teorias psicanaliticas, e feito...(au)
Palavra-chave Transtornos do Sono
Transtornos Psicóticos
Sonhos
Psicanálise
Pesquisa
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 148 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 148 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18163

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta