Infeccao pelo virus da hepatite C em transplantados renais: estudo comparativo com pacientes imunocompetentes e portadores de insufiCiência renal cronica em hemodialise

Infeccao pelo virus da hepatite C em transplantados renais: estudo comparativo com pacientes imunocompetentes e portadores de insufiCiência renal cronica em hemodialise

Título alternativo Hepatitis C virus infection in kidney transplant recipients: a comparative study with immunocompetent and end-stage renal disease patients on hemodyalisis
Autor Perez, Renata de Mello Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: Ha poucos dados sobre o comportamento laboratorial e histologico da hepatite C em transplantados renais e ainda nao foram identificados, neste grupo, os fatores relacionados com graus mais avancados de estadiamento. Objetivos: Avaliar, em transplantados renais com infeccao pelo HCV, o valor da ALT como marcador de atividade inflamatoria periportal (APP) e parenquimatosa (AP) e a influencia de variaveis ligadas ao hospedeiro no estadiamento (E) da doenca hepatica. Comparar com aspectos bioquimicos e histologicos da infeccao cronica pelo HCV observados em pacientes imunocompetentes e em portadores de insufiCiência renal cronica (IRC) em hemodialise. Casuistica e Metodos: Foram incluidos transplantados renais com HCV-RNA positivo, tempo de transplante >_ 1 ano e fragmento de biopsia adequado a analise histologica. Foram avaliadas variaveis epidemiologicas, laboratoriais e histologicas. Foram determinados valores de sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo (VPP) e negativo (VPN) da ALT elevada na deteccao de hepatite de interface elou necrose confluente. Para analise dos fatores associados a estadiamento mais avancado (E>_2), os pacientes foram categorizados em 2 grupos: G1 - ausencia de septos fibrosos (E < 2 ); G2 - presenca de fibrose septal (E>_2) e foi aplicada analise de regressao logistica. As caracteristicas bioquimicas e histologicas dos transplantados renais foram comparadas com aquelas dos pacientes imunocompetentes e portadores de IRC com infeccao pelo HCV, pareados na relacao 1:1 por sexo, idade na infeccao e tempo de infeccao. Resultados: Foram incluidos no estudo 53 pacientes, 60 por cento do sexo masculino. A media da idade na epoca da infeccao foi de 31,7n8,9 anos e a media do tempo de infeccao foi de 9,9n4,1 anos. A mediana do tempo de transplante foi de 4 anos e 47 por cento dos transplantados eram receptores de enxerto de doador cadaver. Entre os pacientes avaliados, 26 (49 por cento) apresentavam ALT normal. A sensibilidade, especificidade, VPP e VPN da ALT elevada (>1x LSN) na deteccao de hepatite de interface elou necrose confluente foram, respectivamente, 87 por cento, 77 por cento, 74 por cento e 89 por cento. Na analise de regressao logistica, a unica variavel que mostrou associacao independente com estadiamento mais avancado foi o tempo de transplante (P=0,002; OR 1,36; IC:1,12-1,65). Os transplantados renais, quando comparados...(au)
Palavra-chave Hepatite C
Transplante de Rim
Alanina Transaminase
Insuficiência Renal Crônica
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 149 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 149 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18130

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta