Estudo comparativo entre os resultados das cirurgias de sling com mucosa vaginal e aponeurose do musculo reto anterior do abdome no tratamento da incontinencia urinaria de esforco

Estudo comparativo entre os resultados das cirurgias de sling com mucosa vaginal e aponeurose do musculo reto anterior do abdome no tratamento da incontinencia urinaria de esforco

Título alternativo Comparative study between vaginal wall sling and with abdominal rectus fascia in treatment of stress urinary incontinence
Autor Martins, Jose Antonio Morais Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Comparamos os resultados das cirurgias de sling com mucosa vaginal ou com aponeurose de musculo reto anterior do abdome, realizadas pelo Setor de Uroginecologia e Cirurgia Vaginal do Departamento de Ginecologia da Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina (UNIFESP/EPM), para o tratamento de mulheres com incontinencia urinaria de esforco. Acompanhamos 24 pacientes que se submeteram a cirurgia de sling com mucosa vaginal e 19 pacientes a de sling com aponeurose do musculo reto anterior do abdome, no periodo de janeiro de 1999 a setembro de 2001. A idade media foi de, respectivamente, 54,3 e 50,1 anos. Todas as pacientes foram avaliadas antes e apos a cirurgia por meio de dados clinicos (anamnese, exame fisico e pelo teste do absorvente), urodinamicos e por ultra-sonografia do colo vesical. Com excecao de uma paciente no grupo com aponeurose, todas apresentavam hipermobilidade do colo vesical. Pela avaliacao subjetiva, apos seis meses, das 24 pacientes que se submeteram a cirurgia de sling com mucosa vaginal, dezoito (75,0 por cento) referiam estar curadas, cinco (20,8 por cento) melhores e uma (4,2 por cento) inalterada. Das 19 pacientes submetidas a cirurgia de sling com aponeurose de musculo reto abdominal, dezessete (89,5 por cento) referiam estar curadas, uma (5,3 por cento) melhor e uma (5,3 por cento) inalterada. Concluimos que tanto as cirurgias de sling com mucosa vaginal como com aponeurose do musculo reto anterior do abdome, mesmo sendo relativamente complexas, propiciaram taxas de complicacoes semelhantes e devem ser consideradas como alternativas para correcao da incontinencia urinaria de esforco, mais especificamente para os casos de defeito esfincteriano, recidivas cirurgicas e quando ha fatores a predispor a falha terapeutica. Isto pode ser comprovado pela reducao significante dos valores do teste do absorvente('pad test) e do numero de pacientes com perda objetiva ao estudo urodinamico, assim como pelo alto grau de satisfacao, a despeito dos significantes incomodos da retencao urinaria pos-operat;oria e de eventuais sintomas de urgencia
Palavra-chave Incontinência Urinária
Cirurgia Geral
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 89 p. ilustabgraf.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 89 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18111

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta