Crescimento, hemoglobina e ferritina sérica em crianças de o a 6 meses em aleitamento materno exclusivo

Crescimento, hemoglobina e ferritina sérica em crianças de o a 6 meses em aleitamento materno exclusivo

Título alternativo Growth, hemoglobin and seruos ferritin in exclusively breast-fed infants from birth to six months
Autor Marques, Rosa de Fátima da Silva Vieira Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Lopez, Fábio Ancona [UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Avaliar, em criancas alimentadas exclusivamente com leite materno ate os seis meses de vida, a evolucao do crescimento e o perfil hematologico atraves das concentracoes de hemoglobina e ferritina serica e sua relacao com o estado de ferro corporal das maes. Metodos: Estudo longitudinal de 184 criancas matriculadas no Programa de Incentivo ao Aleitamento Materno (PROAME), Belem-Para, entre fevereiro de 2000 a janeiro de 2001. Finalizaram o estudo 102 lactentes, nascidos a termo, com peso igual ou superior a 2.500g, sem intercorrencias no periodo neonatal e em aleitamento materno exclusivo desde o nascimento. Foram acompanhados com registro de peso, comprimento e determinacao em sangue periferico das concentracoes de hemoglobina e ferritina serica no primeiro, quarto e sexto mes de vida. Das maes foram estudados os niveis de hemoglobina e ferritina senca no primeiro mes pos-parto. Adotou-se como pontos de corte para avaliacao da concentracao de hemoglobina, 10,7 g/dL, 10,3 g/dL e 11,1 g/dL (Saarinen, 1978) e para a ferritina serica, 200 ng/ml, 50 ng/ml e 10 ng/ml (Livingstone, 1995), no primeiro, quarto e sexto mes de vida respectivamente. Para as maes, foi considerado 12,0 g/dL para hemoglobina e 10 ng/ml para ferritina serica. Avaliou-se o crescimento atraves das medias de peso e estatura para cada idade, comparando-se com o percentil 50th do NCHS e outros estudos anteriores com criancas brasileiras em aleitamento materno exclusivo. Para analise estatistica foi utilizado o programa Statistical Package for the Social Sciences SPSS for Windows, versao 8,0 (1997). Resultados: As criancas tiveram crescimento adequado, dobrando de peso antes do quarto mes de vida, chegando aos seis meses com medias de peso superiores aos padroes utilizados para comparacao. 0 peso e o comprimento dessas criancas nao sofreram interferencias das concentracoes de hemoglobina e ferritina serica, nem do estado de ferro corporal das maes nem do uso ou nao de sulfato ferroso prescrito as criancas com hemoglobina menores que 10,0 g/dL e 9,5 g/dL, no primeiro e quarto mes de vida respectivamente. Os niveis medios de concentracao de hemoglobina apresentaram-se mais baixos ou semelhantes aos de estudos anteriores com criancas tambem alimentadas exclusivamente com leite materno. 0 grupo de criancas que necessitou fazer uso de ferro oral, em algum momento do estudo, aos seis meses teve concentracoes de...(au)
Palavra-chave Crescimento
Aleitamento materno
Leghemoglobina/administração & dosagem
Hemoglobinas
Ferritinas
Lactente
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 96 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 96 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18110

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta