Contribuição ao estudo do dermatofibroma

Contribuição ao estudo do dermatofibroma

Título alternativo Contribuition to study of dermatofibroma
Autor Lopes Filho, Lauro Lourival Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Alchorne, Alice de Oliveira de Avelar Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Contribuir para o conhecimento sobre a epidemiologia, a clinica, a etiopatogenia, a histopatologia e o tratamento do dermatofibroma, atraves da avaliacao de pacientes portadores da lesao e por meio de revisao da literatura, com enfase nos trabalhos mais recentes. Metodos: Foram estudados prospectivamente cem pacientes portadores de dermatofibroma, atendidos por demanda espontanea, sem faixa etaria nem sexos pre-determinados, avaliando-se os dados epidemiologicos e clinicos. Foi feita exerese total ou biopsia com punch, com fechamento por sutura simples, de pelo menos uma lesao de cada paciente portador para analise histopatologica pela coloracao hematoxilina e eosina. Resultados: Tendo sido avaliadas clinicamente 147 lesoes, das quais 120 tambem histopatologicamente, a maior incidencia foi no sexo feminino, na faixa etaria de 21 a 50 anos, nos fototipos cutaneos II, III e IV. Tais lesoes nao guardavam relacao com a profissao e apenas um paciente referia picada de inseto como fator etiopatogenico. Localizadas mais nas extremidades, sobretudo nas inferiores, as lesoes apresentavam coloracao acastanhada, eram geralmente unicas e, na maioria dos casos, mediam entre 0,5 centimetro e 1 centimetro. Atraves da palpacao constatou-se que a maioria dos casos tinha diametro visivel menor que o palpavel. Muitos pacientes portavam outras afeccoes, mas a maioria delas nao interferiu na evolucao dos dermatofibromas. As alteracoes histopatologicas mais comuns foram hiperplasia epidermica, hiperpigmentacao da camada basal, fibras colagenas e celulas fusiformes dispostas em formato de tapete de palha, alem de feixes colagenos escleroticos na periferia da lesao. A grande maioria era do tipo fibroso. Pela analise dos casos do presente trabalho e da literatura revista, contata-se que permanecem indefinidas a etiologia, a histogenese e a classificacao da lesao como tumor ou como processo reativo. A maioria das referencias indica que o dermatofibroma e constituido por dendrocitos dermicos fator XIIIa positivos. Conclusoes: O dermatofibroma e frequente, geralmente unico, mede entre meio centimetro e um centimetro, que atinge mais o sexo feminino em adultos jovens e de meia idade. Na maioria dos casos o diametro visivel foi menor que o palpavel, devendo-se observar este fato para se evitar exereses incompletas. Localiza-se mais nas extremidades inferiores e as doencas a ele...(au)
Palavra-chave Neoplasias cutâneas
Histiocitoma fibroso benigno
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 138 p. ilus.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 138 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18106

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta