Escolha de um indice prognostico para apcientes com insufiCiência renal aguda dialitica em uma unidade de terapia intensiva

Escolha de um indice prognostico para apcientes com insufiCiência renal aguda dialitica em uma unidade de terapia intensiva

Título alternativo Choosing of a prognostic scoore index for dialytic acute renal failure patients in a ICU
Autor Laselva, Claudia Regina Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Estudar a discriminacao e a calibracao do APACHE II e do ATN-ISS com a finalidade de escolher um indice prognostico para pacientes em IRA dialitica, para uso rotineiro no nosso Centro de Terapia Intensiva. Metodo: Para isto realizamos um estudo retrospectivo, baseado em dados do prontuario de pacientes tratados no Centro de Terapia Intensiva do Hospital Israelita Albert Einstein. O estudo compreendeu 81 pacientes com IRA dialitica tratados de 01 de janeiro de 1996 a 31 de dezembro de 1998. Foram analisados: idade, sexo, procedencia, tempo e tipo da internacao, patologias cronicas associadas, intervalo de tempo para indicacao da dialise, os escores APACHE II e ATN-ISS e a mortalidade hospitalar. Resultados: Os escores prognosticos APACHE II e ATN-ISS foram realizados no dia da realizacao da primeira dialise. A media de idade foi de 69n14, 72 por cento eram do sexo masculino e a taxa de mortalidade foi de 69 por cento. No grupo de sobreviventes havia 25 pacientes e 56 pacientes evoluiram para obito na internacao. Ambos os grupos apresentaram caracteristicas muito semelhantes, com relacao a media dos escores prognosticos e dados demograficos, diferindo apenas quanto ao tempo de permanencia hospitalar, significativamente maior nos sobreviventes. Dos escores prognosticos avaliados somente o Risco de morte (APACHE II) apresentou diferenca estatisticamente significante entre os sobreviventes e os nao sobreviventes. O Risco de morte (APACHE II) e o ATN-ISS apresentaram boa discriminacao. Quanto a calibracao o Risco de morte subestimou a mortalidade nos tercis inferiores de gravidade de forma significativa, enquanto o ATN-ISS subestimou a mortalidade em todos os tercis de gravidade, porem sem diferenca significante. Conclusao: E possivel a utilizacao de ambos os escores em nosso Centro de Terapia Intensiva, porem pela facilidade de obtencao optamos pela utilizacao do ATN-ISS
Palavra-chave Lesão Renal Aguda
Diálise
Mortalidade
Unidades de Terapia Intensiva
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 46 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 46 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18100

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta