Processamento auditivo rm dislexicos: padrao de duracao, sequencializacao e teste dicotico nao verbal

Processamento auditivo rm dislexicos: padrao de duracao, sequencializacao e teste dicotico nao verbal

Título alternativo Auditory processimg in dyslexics: duration pattern test, sequencing, and nonverbal dichotic test
Autor Guilherme, Lygia Di Sanzo Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: O objetivo deste trabalho e o de avaliar o desempenho de dislexicos nos Testes de Padrao de Duracao; Teste Dicotico Nao-Verbal e Teste de Memoria Sequencial Sonora para sons Verbais e Nao-Verbais. Caracterizar o desempenho dos individuos dislexicos em cada teste especial selecionado e procurar as possiveis associacoes com sua historia desenvolvi mental, e posteriormente comparar com o desempenho do grupo controle. Metodos: Foram avaliados 32 individuos dislexicos encaminhados pela Associacao Brasileira de Dislexia e comparados com um grupo controle de 32 ouvintes tipicos sem evidencias de alteracao de Processamento Auditivo elou dislexia. Primeiramente foi realizada uma avaliacao audiologica convencional composta de Audiometria Tonal, indice de Reconhecimento da Fala, Timpanometria e Reflexos Acusticos e posteriormente foram avaliados nos testes de Padrao de Duracao, Teste Dicotico Nao-Verbal e Testes de Sequencializacao Sonora para Sons Verbais e Nao-Verbais. Resultados: verificamos uma associacao entre o desempenho no Teste de Sequencializacao Sonora para Sons Verbais e Nao-Verbias com queixas de dificuldade fala e atraso no desenvolvimento; entre o desempenho do Teste Dicotico Nao-Verbal com dificuldade para atencao seletiva e sustentada a Orelha Esquerda com queixa de dificuldade de ouvir no ruido; entre o desempenho no Teste de Padrao de Duracao com queixas de dificuldades de fala e antecedentes de otites. Nao foi encontrada diferenca estatisticamente significante entre os grupo dos dislexicos e o grupo controle para o desempenho no Teste Dicotico Nao Verbal na etapa de atencao livre. Foi encontrada diferenca estatisticamente significante com pior desempenho para o grupo dos dislexicos nos demais testes da bateria aplicada. Conclusao: os individuos dislexicos apresentaram uma grande dificuldade em fazer uma analise acustica rapida, apresentando tambem inabilidade ao lidar com estimulos nao verbais, mostrando, desta maneira dificuldade para extrair os aspectos supra-segmentares da fala
Palavra-chave Percepção Auditiva
Dislexia
Testes Auditivos
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 100 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 100 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18093

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta