Identificacao das zonas mortas na coclea utilizando a tecnica de mascaramento com ruido branco

Identificacao das zonas mortas na coclea utilizando a tecnica de mascaramento com ruido branco

Título alternativo Identification of dead regions in cochlea using white noise masking test
Autor Eguti, Erika Yokoo Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Identificar os sujeitos portadores de perda auditiva com possivel presenca de zonas mortas na coclea utilizando o teste de mascaramento com uso do ruido de banda larga (ruido branco). Metodos: Com base no audiograma foram selecionados 32 individuos adultos com perda auditiva adquirida neurossensorial ou mista de configuracao audiometrica descendente, que passaram ou estavam em atendimento para adaptacao de proteses auditivas no ambulatorio de Proteses Auditivas do Hospital São Paulo e de um centro auditivo na cidade de São Paulo. A partir dos criterios estabelecidos por Moore (2001a) foram constituidos dois grupos: Grupo A - composto por 23 orelhas de 15 individuos portadores de perda auditiva com possivel presenca de zonas mortas na coclea e Grupo B - constituido por 30 orelhas de 17 individuos portadores de perda auditiva sem indicios de zonas mortas na coclea. Todos os individuos foram submetidos a uma nova avaliacao audiologica composta por audiometria tonal por via aerea e via ossea, limiar de reconhecimento de fala (LRF) e indice percentual de reconhecimento de fala (IPRF) e ao teste de identificacao de zonas mortas na coclea. Neste teste, os limiares de audibilidade foram determinados na presenca de mascaramento de ruido branco ipsilateral apresentados em tres diferentes niveis: 30, 50 e 70 dB NA. Resultados: No grupo A, pode-se verificar que em 22 orelhas de 14 sujeitos avaliados apresentaram aumento de 10 dB ou mais sobre o limiar absoluto de audibilidade e do nivel de mascaramento apresentado, mesmo quando os niveis de mascaramento nao foram suficientes para mascarar a frequencia em teste. E no grupo B, nenhuma orelha testada apresentou aumento de 10 dB sobre o limiar absoluto e do nivel de mascaramento apresentado. Conclusoes: Os criterios estabelecidos por Moore (2001 a) e os resultados com o teste de mascaramento com uso do ruido branco apresentaram concordancia muito forte (concordancia Kappa = 96,1 por cento). Portanto, a tecnica de mascaramento com uso do ruido branco e um teste confiavel e de simples aplicacao que pode ser utilizado em rotina clinica para identificacao de possivel presenca zonas mortas na coclea em perdas auditivas adquiridas neurossensoriais de configuracao descendente...(au)
Palavra-chave Cóclea/fisiopatologia
Perda Auditiva Neurossensorial/fisiopatologia
Correção de Deficiência Auditiva
Mascaramento Perceptivo
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 81 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 81 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18079

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta