Efeitos da inativacao do fator 4E de inicio de sintese proteica (elF4E) em Saccharomyces cerevisiae

Efeitos da inativacao do fator 4E de inicio de sintese proteica (elF4E) em Saccharomyces cerevisiae

Título alternativo Effects of inativation the 4E factor of start proteic syntesis (elF4E) in Saccharomyces cerevisiae
Autor Cremonesi, Acione Leite de Souza Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O fator de inicio de traducao eIF4E e responsavel pelo acoplamento do ribossomo aos RNA mensageiros em eucariotos. Isto e mediado pela ligacao direta de elF4E 'a estrutura cap 7'me-G encontrada na terminacao 5' de todos os mRNA's, e ao fator eIF4G, o qual media uma serie de interacoes com outras proteinas que participam do processo de acoplamento do ribossomo 'a mensagens. A inibicao da atividade de elF4E acarreta a parada da sintese de proteinas em qualquer celula. A atividade de eIF4E e regulada em mamiferos por eventos de fosforilacao diretos catalizados pela quinase Mnk1, tendo eIF4E fosforilado uma afinidade maior pelo cap, ou regulada por sua interacao com outras proteinas, conhecidas como 4E-BP. Essa interacao e modulada tambem por eventos de fosforilacao, mediados pela via de sinalizacao de FRAP/mTOR; 4E-BP fosforiladas tem menor afinidade por elF4E, liberando-o para permitir sua ligacao a eIF4G. Varias mensagens cuja traducao e independente de eIF4E tem sido identificadas em mamiferos e seus virus. Nestes casos, traducao ocorre pela ligacao direta do ribossomo a um sitio interno na mensagem, denominado IRES. Na levedura Saccharomyces cerevisiae, a regulacao da atividade de eIF4E e pouco conhecida. Neste trabalho, foi analisado o efeito da falta de elF4E nas celulas de levedura. 0 gene CDC33, codificando para eIF4E em S. cerevisiae, e essencial para viabilidade celular. No entanto, existem mutantes condicionais neste gene, como o alelo cdc33-42, que pode ser inativado a 37ºC. Numa analise de expressao global, utilizando microarrays, foram comparados os mRNA's totais entre linhagens isogenicas exceto pelos alelos CDC33 e cdc33-42, apos duas horas 'a temperatura nao permissiva. Neste trabalho, foram analisados os dados obtidos e validadas algumas das observacoes resultantes desses dados. Cerca de 140 genes foram desreprimidos na ausencia de elF4E, sendo muitos deles controlados por Gcn4. A inativacao de eIF4E leva 'a desrepressao traducional de GCN4, de forma independente da fosforilacao de elF2a. Embora os niveis de desrepressao sejam baixos, foram suficientes para induzir a transcricao de uma serie de genes dependentes de Gcn4. A inativacao de elF4E resulta tambem na inducao de genes na via de sinalizacao de TOR. Os resultados aqui obtidos tambem sugerem que na ausencia de elF4E, ha uma extensa degradacao de mRNA's atraves de suas extremidades 5'
Palavra-chave Leveduras
Tradução
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 65 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 65 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18075

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta