Variacoes no manejo terapeutico da sindrome hipertensiva especifica da gravidez, em comparacao as diretrizes clinicas da Organizacao Mundial da Saúde, em Montes Claros - MG

Variacoes no manejo terapeutico da sindrome hipertensiva especifica da gravidez, em comparacao as diretrizes clinicas da Organizacao Mundial da Saúde, em Montes Claros - MG

Título alternativo Variations in the therapeutic management of pregnancy-specific hypertensive syndrome, compared to thr World Health Organization clinical guidelines, in Montes Claros -MG
Autor Caldeira, Hubert Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo As desordens hipertensivas complicando a gravidez, juntamente com as hemorragias e infeccoes sao as causas mais comuns de mortalidade materna. Aproximadamente 50.000 mulheres morrem a cada ano devido a eclampsia no mundo. Estudo realizado em Montes Claros - MG, sobre as causas de mortes maternas apontou as desordens hipertensivas com uma prevalencia de 20 por cento das mortes. O objetivo do estudo foi analisar as variacoes no manejo terapeutico das sindromes hipertensivas da gravidez no municipio de Montes Claros-MG, comparar a pratica medica para o manejo da paciente com pre-eclampsia e/ou eclampsia, com aquelas baseadas em evidencias que a Organizacao Mundial da Saúde (OMS) considera as melhores e verificar se as maternidades que se propoem a atender urgencia e emergencia obstetrica estao equipadas para o atendimento da gestante eclamptica. Foi realizado um estudo transversal nos tres hospitais que possuem maternidade, na mencionada cidade. Atraves da investigacao direta foram entrevistados cinquenta e dois obstetras que atuam nos servicos de urgencia e emergencia dessas maternidades. Foram incluidos medicos ginecologistas/obstetras que concordaram em participar do estudo e excluidos aqueles das demais especialidades. Procuramos identificar o manejo terapeutico, o perfil desses profissionais e as condicoes estruturais dos servicos, estabelecendo as variacoes em relacao as condutas orientadas pelo protocolo da Organizacao Mundial da Saúde (OMS) e as evidencias clinicas atualizadas. Como resultado constatamos que 38 por cento dos profissionais entrevistados tiveram atuacao quase totalmente concordante em relacao as evidencias, 50 por cento parcialmente concordante e 19,2 por cento quase totalmente discordante. As maternidades estao bem equipadas quanto a servicos diagnosticos e medicamentos rotineiramente disponiveis, excetuando-se a falta de unidade de terapia intensiva neonatal (UTI) na regiao. Concluimos que o manejo terapeutico comparado as evidencias e razoavelmente satisfatorio podendo melhorar. As maternidades poderao ser aperfeicoadas com a criacao de UTI's neonatais
Palavra-chave Pré-Eclâmpsia
Complicações na Gravidez
Sulfato de Magnésio
Hipertensão
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 103 p. tabgraf.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 103 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18063

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta