Estudo da correlação entre sinais clínicos e achados imagenológicos na ressonância magnética da articulação temporomandibular

Estudo da correlação entre sinais clínicos e achados imagenológicos na ressonância magnética da articulação temporomandibular

Título alternativo Correlation study of clinical and MRI findings of the temporomandibular joint
Autor Bolzan, Marcelo Costa Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Lederman, Henrique Manoel Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Medicina (Radiologia Clínica) - EPM
Resumo Objetivo: avaliar a correlacao entre discos deslocados, osteoartrose e achados clinicos na articulacao temporomandibular. Metodos: estudou-se 51 pacientes com diagnostico de disfuncao temporomandibular, atraves de ficha clinica, que avaliou, ruidos articulares, dores, apalpacao nos musculos da mastigacao e na articulacao temporomandibular, reducao na movimentacao da mandibula. Os pacientes realizaram ressonancia magnetica para a deteccao da presenca de disco deslocado e da osteoartrose e desvio na forma. Estes achados foram comparados entre si e com os achados clinicos: apertamento dental, bruxismo, abertura da boca menor que 40 mm, diferenca da abertura ativa e passiva maior que 5 mm, dor a apalpacao no masseter profundo, dor a apalpacao na capsula, historia de trauma. Resultados: existe uma forte associacao positiva entre osteoartrose e disco deslocado para ambos os lados da articulacao temporomandibular. No estudo da significancia da associacao foi detectada uma probabilidade maior da artrose acontecer antes do disco deslocado do que o contrario. O unico item clinico de associacao positiva com a osteoartrose foi o bruxismo (articulacao temporomandibular direita). O item que apresentou correlacao com disco deslocado foi a reducao da abertura da boca menor de 40 mm. Conclusoes: a osteoartrose tem alta correlacao com o disco deslocado e pode ser a causa do deslocamento, o bruxismo pode levar a osteoartrose e a reducao da abertura pode ser um sinal clinico de disco deslocado

Purpose: to evaluate the correlation among osteoartrosis displaced disc and clinical findings in the temporomandibular joint. Methods: fifty one patients with temporomandibular dysfunction diagnosis, were evaluated thought clinical examination; witch were consisted by the presence of articular noises, mastigation muscles and temporomandibular joint pain on palpation, reduction of mandible movements, magnetic resonance was required, and interpreted in order to detect displaced disc, osteoartrosis and deviation in form. The findings were compared among themselves and some clinical data, as dental clenching, bruxism, mouth opening less than 40 mm, difference between active and passive mouth opening more than 5 mm, pain on deep massater palpation, capsule pain on palpation and trauma history. Results: there was a strong positive association between osteoartrosis and displaced disc for both temporomandibular joints (right and left). Thought a meaning association study, the osteoartrosis has more chances to happen first instead of the displaced disc than the opposite. The only clinical item to have a positive association with osteoartrosis was the bruxism within the right temporomandibular joint, another item with positive association with displaced disc was mouth opening less than 40 mm. Conclusions: osteoartrosis has a high correlation with displaced disc, and may be the cause of the displacement, bruxism may lead to osteoartrosis and opening reduction may be a clinical sign of displaced disc.
Assunto Articulação Temporomandibular
Osteoartrite
Deslocamento do Disco Intervertebral
Imagem por Ressonância Magnética
Idioma Português
Data 2002
Publicado em BOLZAN, Marcelo Costa. Estudo da correlação entre sinais clínicos e achados imagenológicos na ressonância magnética da articulação temporomandibular. 2002. 54 f. Tese (Doutorado) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2002.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 47 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18059

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: Tese-7211.pdf
Tamanho: 773.9Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)