Imunoreatividade contra antigenos nativos e recombinantes do Trypanosoma cruzi em individuos residentes em area endemica para a doenca de Chagas na Bolivia

Imunoreatividade contra antigenos nativos e recombinantes do Trypanosoma cruzi em individuos residentes em area endemica para a doenca de Chagas na Bolivia

Título alternativo Immnunereactivity against native and recombinant antigens of Trypanosoma cruzi in residents of a endemic area of Chagas'disease in Bolivia
Autor Zarate Blades, Carlos Rodrigo Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O Ministerio da Saúde da Bolivia considera a doenca de Chagas como um dos maiores problemas da Saúde publica. Estima-se que 22 por cento da populacao desse pais esta infectada com o Trypanosoma cruzi, o agente etiologico da doenca de Chagas. Poucos estudos tem sido realizados no Departamento (Estado) de Chuquisaca, uma das principais areas endemicas do pais. O diagnostico da doenca de Chagas e feito atraves de ensaios sorologicos (ELISA, hemaglutinacao indireta HAI, imunofluorescencia indireta IFI) que empregam antigenos totais ou semi-purificados das formas epimastigotas do parasita. Estes testes sao citados neste trabalho como a sorologia convencional (SC). Os principais problemas que 'apresentam estes testes sao: 1) resultados inconclusivos com soros que apresentam valores proximos ao limiar de reatividade, 2) resultados falsos positivos, principalmente com pacientes com leishmaniose, 3) resultados negativos em casos agudos ou de transmissao congenita, 4) monitoramento sorologico da efetividade da quimioterapia especifica anti-T cruzi. Este cenario indica a necesidade do desenvolvimento de melhores testes sorologicos baseados em antigenos especificos do T. cruzi. O objetivo foi comparar os resultados dos testes da SC, com outros testes diagnosticos baseados em antigenos purificados do T. cruzi (antigenos excretados-secretados de tripomastigotas, TESA; antigenos recombinantes A13, B13, H49 e 1 F8). Amostras de 690 individuos menores de 15 anos residentes em quatro comunidades rurais (Tomina, Tarabuquillo, Pampas Punta e Sopachuy) do estado de Chuquisaca, foram analisadas inicialmente por dois teste da SC (HAI e ELISA) e com o teste TESA blot empregado como padrao ouro. Das 690 amostras, 43 por cento (n=295) e 41 por cento (n=286) foram positivas com o TESA blot e SC, respectivamente. Anticorpos contra uma mistura de antigenos recombinantes (B13, H49 e 1 F8, recMIX), foram detetados em 93 por cento dos pacientes positivos no TESA blot. Quando amostras de pacientes maiores de 15 anos foram analisadas com o recMIX, a sensibilidade elevou-se a 97 por cento...(au)
Palavra-chave Doença de Chagas
Antígenos
Diagnóstico
Sorologia
Epidemiologia
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 121 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 121 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18047

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta