Descricao do perfil socio-demografico e avaliacao de comportamentos de risco de criancas e adolescentes atentidos pelo projeto Quixote

Descricao do perfil socio-demografico e avaliacao de comportamentos de risco de criancas e adolescentes atentidos pelo projeto Quixote

Título alternativo Sociodemographic characteristics and evaluation of risk behaviors of children and adolescents from Quixote project
Autor Rigato, Fatima Dinis Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: descrever a populacao atendida pelo Projeto Quixote com relacao a caracteristicas socio-demograficas, vinculos familiares e escolares, pratica de atos delinquentes e permanencia nas ruas, e determinar as frequencias de uso de drogas e de comportamentos de risco para infeccao por HIV. Metodo: estudo transversal com aplicacao de dois instrumentos em duas amostras de jovens atendidos pelo Projeto Quixote (290 e 97 entrevistados). Resultados: 0 Projeto atende criancas e adolescentes (media de idade igual a 14 anos), predominantemente do sexo masculino, que vem principalmente em busca de atividades e atencao a Saúde. A maior parte dos atendidos mantem vinculos familiares, mas tambem circula pelas ruas e instituicoes. Mais da metade dos entrevistados abandonaram os estudos e muitos dos que permanecem na escola apresentam defasagem entre a idade e serie cursada. As frequencias de uso de drogas encontradas foram elevadas (excluindo-se alcool e tabaco, 70,0 por cento para uso na vida e 60,6 por cento para uso recente) e o uso de maconha foi mais frequente que o de cola. Foram identificados como fatores protetores para o uso de drogas a existencia de vinculos familiares e escolares e como fatores de risco o envolvimento com a cultura de rua e comportamentos delinquentes. A maior parte dos jovens era sexualmente ativa, com elevadas frequencias de comportamentos sexuais de risco. Foi detectada maior tendencia a adocao de comportamentos de risco entre os jovens que haviam sofrido abuso sexual e nao mantinham vinculos familiares. Conclusao: a populacao atendida e constituida por criancas e adolescentes em situacao de risco, expostos a circunstancias de vida que favorecem o uso de drogas e a adocao de comportamentos sexuais de risco. Apesar de se tratar de um servico voltado para o tratamento de questoes relativas a Saúde, em particular uso de drogas, as frequencias de uso encontradas foram menores do que as apresentadas em estudos realizados com criancas e adolescentes em situacao de rua. Devem ser realizados novos estudos com amostras representativas da populacao de criancas e adolescentes em situacao de rua para avaliar uma possivel tendencia de aumento no consumo de maconha
Palavra-chave Menores de Rua
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
Fatores de Risco
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 179 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 179 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18032

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta