Efeitos da prótese de polipropileno colocada por inguinotomia no espaço pré-peritoneal, em cães: avaliação laparoscópica e microscópica

Efeitos da prótese de polipropileno colocada por inguinotomia no espaço pré-peritoneal, em cães: avaliação laparoscópica e microscópica

Título alternativo Effects of polypropylene prosthesis placed by inguinotomy in the preperitonial space, in dogs: evaluation laparoscopic and microscopic
Autor Melo, Robério Silva Google Scholar
Goldenberg, Alberto Autor UNIFESP Google Scholar
Goldenberg, Saul Autor UNIFESP Google Scholar
Leal, Antenor T. Google Scholar
Magno, Alexandre Google Scholar
Instituição Escola de Ciências Médicas de Alagoas Departamento de Cirurgia
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Escola de Ciências Médicas de Alagoas Departamento de Patologia
Escola de Ciências Médicas de Alagoas
Resumo PURPOSE: Observing the effects produced by the prosthesis of polypropylene in the pré-peritoneal space in dogs METHODS: 10 adult cross-bread dogs (n=10) have been put trough bilateral inguinotomy where prosthesis was put on one of its sides. In the contra-lateral region, the procedure was the same, but without the use of prosthesis, serving as a control. After 30 days the animals had been submitted to a laparoscopic technique and a macroscopic evaluation was made via intraperitoneal besides being through a biopsy of fragments of the peritoneum to record histological alterations of the two inguinal regions. RESULTS: Three of the animals presented adhesions in the local of the polypropylene prosthesis was placed. No animal presented adhesion in the local without prosthesis. The microscopically alterations in side A (with prosthesis) were characterized by the proliferation of dense fibrous conjunctive tissue, besides the lack of presence of giant multinuclear showing a light inflammatory reaction. CONCLUSION: The prosthesis of polypropylene induce the formation of adhesions, when placed in the pre-peritoneal space of dogs

OBJETIVO: Observar os efeitos produzidos pela prótese de polipropileno no espaço pré-peritoneal. MÉTODOS: 10 cães (n=10), adultos e sem raça definida, foram submetidos a inguinotomia bilateral, nas quais se colocou uma prótese em um dos lados. Na região contralateral, o procedimento foi o mesmo, sem a colocação da prótese, servindo como controle. Após 30 dias os animais foram submetidos a uma videolaparoscopia e foi realizada a avaliação macroscópica por via intraperitoneal, além do registro das alterações histológicas das duas regiões inguinais. RESULTADOS: Três (03) animais apresentaram aderências epiplóicas no local de implantação da prótese de polipropileno. Nenhum animal apresentou aderência no lado B (sem prótese). As alterações microscópicas no lado A (com prótese) caracterizaram-se pela proliferação de tecido conjuntivo fibroso denso, além da escassa presença de células gigantes multinucleadas, comprovando uma reação inflamatória de leve intensidade. CONCLUSÃO: A prótese de polipropileno induz a formação de aderências em 30% dos animais, quando colocada no espaço pré-peritoneal em cães.
Palavra-chave Adhesions
Prostheses
Laparoscopy
Dogs
Aderências
Laparoscopia
Cães
Prótese
Idioma Português
Data de publicação 2003-08-01
Publicado em Acta Cirurgica Brasileira. Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia, v. 18, n. 4, p. 289-296, 2003.
ISSN 0102-8650 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Extensão 289-296
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-86502003000400006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-86502003000400006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1803

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-86502003000400006.pdf
Tamanho: 13.32MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta