Avaliacao da forca maxima da mordida: revisao dos metodos utilizados

Avaliacao da forca maxima da mordida: revisao dos metodos utilizados

Título alternativo Maximum bite force assessment: review of the used methods
Autor Nastari, Janete Bernardes Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Avaliar o metodo direto para a medida da forca maxima de mordida em individuos sem patologias ou alteracoes do sistema estomatognatico, atraves de uma analise da literatura, considerando a associacao com metodos indiretos. Metodos: A revisao da literatura foi realizada pela busca nas bases de dados Pubmed, Webofscience, Medline, 13130, Medcaribe, atraves das palavras chaves jaw muscle force, bite force measurement, muscle force, jaw biomechanics, assessment of bite force, isoladas e combinadas. A pesquisa foi completada por busca manual e livros. Resultados: As medidas da forca maxima de mordida foram obtidas com gnatodinamometros nos 18 trabalhos selecionados, verificando-se que: a forca varia com o sexo, idade, local e lado da mensuracao, treino da musculatura, abertura da boca, morfologia craniofacial. Nos dentes incisivos, pre-molares e molares, a media das forcas em kg foram respectivamente 23,8 - 41 - 55,8 para os homens e 17,2 - 35 - 47,3 para as mulheres. Quando medida em todos os dentes, 55,6 para homens e 38,7 para mulheres; quando medida nos dentes anteriores 29,1, nos posteriores unilateral 43,6 e bilateralmente 59 kg. A forca de mordida revelou-se menor em individuos com padrao facial dolicocefalo. Estudos experimentais mostraram que a forca da mordida aumenta 20 a 30 por cento apos treinamento. Conclusoes: O metodo de mensuracao da forca maxima de mordida usado pelos pesquisadores e a gnatodinamometria eletromecanica, aqui denominado de metodo direto. Existe na literatura grande numero de gnatodinamometros, o que prejudica, ao lado da metodologia, a reprodutibilidade dos resultados avaliados. As medidas da forca maxima da mordida obtidas em individuos saudaveis sao variadas, indo de 5 kg a 74 kg, dependendo do local da medida, sexo, idade, distancia entre as arcadas dentarias, treino da mastigacao, padrao facial e outros fatores menos estudados como os psicologicos e limiar de dor relacionado aos tecidos de suporte. A forca da mordida foi avaliada indiretamente pelos autores que utilizaram metodos de imagem e registros da atividade eletrica dos musculos da mastigacao, fornecendo dados que complementaram os obtidos por medidas diretas
Palavra-chave Força de Mordida
Músculos Mastigatórios
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 49 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 49 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18021

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta