Estudo da enolase específica de neurônio (NSE) em pacientes com esclerose sistêmica

Estudo da enolase específica de neurônio (NSE) em pacientes com esclerose sistêmica

Título alternativo Neuron-specific enolase in systemic sclerosis
Autor Massabki, Paulo Sergio Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Andrade, Luiz Eduardo Coelho Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Determinar a frequencia, origem e associacoes clinicas de niveis sericos elevados na esclerose sistemica (ES). Metodos: Foram analisados soros de 75 pacientes com ES, 10 pacientes com lupus eritematoso sistemico, 5 com polimiosite e 10 individuos normais. Para os individuos normais e para 30 pacientes com ES, plaquetas foram separadas do plasma por centrfugacao e sonicadas. A dosagem de NSE foi realizada no soro e no sobrenadante do lisado plaquetario por quimioluminescencia (valor de referencia < 12ng/mL). indice NSE-S/LP significa a relacao entre as concentracoes de NSE no soro e no usado plaquetario. Resultados: Niveis sericos elevados de NSE (media =22,6ng/mL, variando de 12,1 - 68,2ng/mL) foram observados em 26 pacientes com ES (34,6 por cento). Aqueles com ES difusa tinham NSE serica maior do que aqueles com ES limitada (16,5 n 13,4 vs 9,6 n 5,Ong/mL, p=0,006). Nenhuma associacao foi encontrada entre niveis sericos de NSE com envolvimento pulmonar ou esofagico. Pacientes com mais de 5 anos de doenca tinham menores concentracoes sericas de NSE quando comparados aos pacientes com menos de 3 anos de doenca (10,8 n 7,3 vs 16,1 t13,6ng/mL, p=0,05). A NSE serica foi 19,4 13,Ong/mL em pacientes com indice cutaneo total (ICT) acima de 20 e 8,3 2,lng/mL em pacientes com ICT menor que 5 e 6,0 n 3,1 nos individuos normais (p=0,01). As concentracoes de NSE no lisado plaquetario foram 3,6 n 2,9ng/mL em pacientes com ICT acima de 20, 12,4 n 4,1 ng/mL naqueles com ICT menor que 5 e 14,1 + 6,5ng/mL nos individuos normais (p<0,001), Individuos normais e pacientes com ES com ICT menor que 5 tinham indice NSE-S/LP comparaveis (0,42 t 0,16 e 0,75 t 0,33, respectivamente), ambos muito menores que os dos pacientes com ES com ICT acima de 20 (7,45 n 5,57) (p<0,001). Conclusoes: Niveis sericos elevados de NSE foram observados em 1/3 dos pacientes com ES mas nao em outras doencas reumaticas autoimunes. A correlacao inversa entre as concentracoes de NSE no soro e no lisado plaquetario sugere ativacao plaquetaria para a origem dos niveis sericos elevados de NSE nos pacientes com ES. A relacao NSE S/LP foi o melhor parametro discriminatorio entre individuos normais e pacientes com ES, bem como, entre pacientes com ICT maior que 20 e menor que 5. NSE serica elevada e indices elevados de NSE-S/LP parecem estar associados com atividade da doenca. Outros estudos sao necessarios para investigar o papel desse marcador na abordagem...(au)
Palavra-chave Fosfopiruvato hidratase
Escleroderma sistêmico
Marcadores biológicos de tumor
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 141 p. ilusgraf.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 141 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18014

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta