O uso de extase(MDMA) na cidade de São Paulo e imediacoes: estudo etnografico

O uso de extase(MDMA) na cidade de São Paulo e imediacoes: estudo etnografico

Título alternativo Ecstasy(MDMA) use in São Paulo city and surroundings: an ethnographic study
Autor Baptista, Murilo Campos Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O uso de extase, no Brasil, ganhou crescente visibilidade nos ultimos anos. No entanto, ainda sao raros os estudos cientificos sobre a questao. 0 presente estudo buscou compreender esse fenomeno atraves de metodologia qualitativa etnografica, incluindo estudos observacionais (N=8), entrevistas com informantes chave (N=14) e entrevistas com usuarios de extase (N=32) em São Paulo. Os resultados confirmam a ocorrencia de uso de extase na cidade e imediacoes, que ganhou relevancia ao longo da decada de 90. 0 principal contexto de uso mencionado na amostra foi em clubes noturnos e em raves, ao som da musica eletronica. As entrevistas com usuarios revelaram uma amostra de jovens adultos, com uma boa formacao escolar, inseridos no mercado de trabalho, pertencentes as classes sociais privilegiadas, sendo poliusuarios de drogas. Foi possivel estabelecer uma tipologia quanto ao padrao de uso da droga, surgindo dois perfis de usuarios: Geracao Rave, usuarios mais recentes, que iniciaram o uso com o surgimento das megaraves no final da decada de 90; atualmente, fazem uso esporadico, de cerca de um comprimido aos finais de semana. Os chamados filhos do Hell's Club, usuarios mais antigos (inicio da decada de 90) que relatam uma historia mais ampla de uso e, atualmente, usam ate seis comprimidos por ocasiao, muitas vezes associados a outras drogas (especialmente maconha, ketamina e nitritos) e em padrao binge. Ambos os perfis de usuarios nunca buscaram tratamento e manifestaram crencas positivas relacionadas a seguranca do uso de extase
Assunto Psicotrópicos
N-Metil-3,4-Metilenodioxianfetamina
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias
Idioma Português
Data 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 154 p. ilustab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 154 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17975

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)