Estudo da sobrecarga de ferro em pacientes com infecção crônica pelo vírus da hepatite C

Estudo da sobrecarga de ferro em pacientes com infecção crônica pelo vírus da hepatite C

Título alternativo Study of iron overload in patients with chroni hepatitis C virus infection
Autor Souza e Silva, Ivonete Sandra de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Ferraz, Maria Lucia Cardoso Gomes Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: Recentemente, atencao tem sido dada ao papel do ferro na hepatite C, uma vez que, aumento nos indices sericos de sobrecarga de ferro tem sido frequentemente observado em pacientes com infeccao cronica pelo HCV. Entretanto, o significado e as consequencias das alteracoes do ferro nestes pacientes nao estao totalmente esclarecido. Objetivo: Avaliar a presenca de sobrecarga de ferro e estudar a relacao entre a concentracao de ferro hepatico (CFH) e caracteristicas gerais, laboratoriais e histologicas de pacientes com infeccao cronica pelo HCV. Pacientes e Metodos: Entre maio de 2000 e agosto de 2001 foram incluidos prospectivamente pacientes com anti-HCV e HCV-RNA positivos, nos quais a biopsia hepatica foi indicada. A analise de AST, ALT, GGT, ferro, ferritina e de saturacao de transferrina foi realizada em amostras de sangue coletadas, em jejum, ate um mes antes ou depois da biopsia hepatica. A concentracao de ferro hepatico foi determinada em amostras de tecido hepatico, as quais foram mantidos a - 20º C, mediante analise de espectrofotometria por absorcao atomica. Para a analise comparativa, entre a CFH e as diversas variaveis, foram empregados os seguintes testes estatisticos: teste de Mann-Whitney e analise de regressao multipla. Resultados: Noventa e nove pacientes foram analisados, entre estes, a media de idade foi de 44 anos com predominio do sexo masculino (58 por cento). O risco de transmissao parenteral foi encontrado em 53 por cento dos casos, nos quais, o tempo estimado de infeccao foi em media 19 anos. Valores elevados de AST, ALT e de GGT foram encontrados em 67 por cento, 89,6 por cento e 62,5 por cento dos pacientes, respectivamente. A histologia, predominaram formas leves de doenca hepatica (65,5 por cento); cirrose hepatica foi observada em apenas12,5 por cento dos pacientes. Valores sericos elevados de ferro, ferritina e saturacao de transferrina foram encontrados em 28 por cento, 27 por cento e 12,5 por cento dos casos, respectivamente. Valores da CFH, acima de 30 mmol/g de tecido seco, foram identificados em apenas 5 por cento dos casos. A siderose esteve presente em somente 15,6 por cento dos pacientes, nos quais, o deposito foi principalmente hepatocelular (80 por cento). Siderose em graus mais intensos (2 e 3) foi observada em apenas 7 por cento dos casos. As analises comparativas iniciais revelaram que os valores da CFH foram significantemente diferentes em relacao ao sexo...(au)
Palavra-chave Infecção
Hepacivirus
Ferro
Sobrecarga de Ferro
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 114 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 114 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17963

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta