Influencia da depressao miocardica pos-isquemia/ perfusao na resposta cardiaca a elevacao da frequencia de contracoes: estudo experimental em coracoes isolados de caes

Influencia da depressao miocardica pos-isquemia/ perfusao na resposta cardiaca a elevacao da frequencia de contracoes: estudo experimental em coracoes isolados de caes

Título alternativo Influence of myocardial stunning in the cardiac response to rate elevation contraction: experimental study in isovolumic blood-perfused dog heart preparation
Autor Sant'Ana Junior, Orlando de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A depressao miocardica secundaria a isquemia/reperfusao perdura por tempo desproporcionalmente mais longo do que o periodo durante o qual o fluxo e suprimido. Esta situacao vem sendo denominada na literatura de lingua inglesa como stunned myocardium. Embora existam indicacoes consistentes de que a sobrecarga celular de calcio e as especies reativas de oxigenio fundamentam a patogenese da depressao miocardica pos isquemia/reperfusao, os mecanismos intimos envolvidos no fenomeno ainda nao estao completamente definidos. Foram cogitadas como possiveis resultantes da acao agressiva destes fatores sobre as estruturas da miocelula:1) diminuicao da responsividade dos miofilamentos ao calcio; 2) alteracao dos mecanismos participantes da cinetica do calcio. Atualmente, e perceptivel a tendencia da literatura de considerar que a alteracao funcional dominante na depressao miocardica pos isquemia/reperfusao e a diminuicao da responsividade dos miofilamentos ao calcio. Sao incluidas sob esta designacao as situacoes em que a capacidade miocardica em gerar forca esta rebaixada, embora nao haja diminuicao da concentracao intracelular do ion. Entre as razoes consideradas como indicadoras do predominio desta disfuncao esta o fato de a depressao cardiaca pos isquemia/reperfusao nao impedir a resposta miocardica a manobras inotropicas dependentes da cinetica do calcio. Existem evidencias consistentes de que, na maioria dos mamiferos, dentro de faixas fisiologicas, ambas, variacoes transitorias e estaveis da frequencia de estimulos estao associadas a modificacoes, num mesmo sentido, da concentracao intracelular de calcio ([Ca+2]i) e da forca de contracao. Ha expressiva documentacao indicando que o incremento da [Ca+2]i, dependente de elevacoes da frequencia de estimulos, resulta de: a) aumento da concentracao intracelular de sodio seguido de acao reversa da proteina trocadora sodio/calcio e b) aumento das correntes de calcio pelos canais lentos do sarcolema durante o potencial de acao. As relacoes forca/frequencia sao designadas como efeito Bowditch ou efeito treppe. O objetivo do trabalho foi analisar a influencia da depressao miocardica pos isquemia/reperfusao na resposta, cardiaca a elevacao da frequencia de estimulos...(au)
Palavra-chave Depressão
Isquemia Miocárdica
Reperfusão
Cães
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 89 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 89 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17959

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta