Análise autorradiográfica de receptores muscarínicos M1 no cérebro do rato após 96 horas de privação de sono paradoxal

Análise autorradiográfica de receptores muscarínicos M1 no cérebro do rato após 96 horas de privação de sono paradoxal

Título alternativo Autoradiographic analysis of the M1 muscarinic receptors in the rat barin after 96h of sleep deprivation
Autor Moreira, Karin Di Monteiro Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Oliveira, Maria Gabriela Menezes de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Diversos estudos sugerem uma relacao entre sono e memoria. O sono, especialmente o Sono Paradoxal (SP) ou Sono REM (rapid-eye-movement), parece ser importante no processo de consolidacao de informacoes recentemente adquiridas. Estudos anteriores demonstraram que a Privacao de Sono Paradoxal (PSP) antes do treino prejudica a aquisicao de tarefas de memoria aversivamente motivadas e que esse prejuizo pode ser evitado pelo tratamento com pilocarpina, um agonista colinergico, durante o periodo de PSP. Esse dado sugere que alteracoes do sistema colinergico, decorrentes da PSP, tambem podem estar envolvidas na genese do prejuizo de memoria provocado pela mesma. O receptor colinergico muscarinico M1 e supostamente o mais envolvido em processos de aprendizagem e memoria pelo fato de que predominam no hipocampo, amigdala e cortex, areas do cerebro onde a transmissao colinergica apresenta uma funcao essencial nos processos mnemonicos. Alem disso administracoes de diciclomina, pirenzepina, ou outros antagonistas M1-seletivos, prejudicam a memoria; efeito este semelhante ao observado apos PSP. O presente trabalho analisou os efeitos de 96h de PSP sobre os receptores muscarinicos Ml no cerebro do rato atraves da tecnica de de receptores. A hipotese experimental e que 96 h de PSP altere a ligacao de receptores Ml em regioes do cerebro que fazem parte da circuitaria envolvida na mediacao de processos de aprendizagem e memoria. Ratos machos, Wistar, foram divididos em tres grupos: os animais do grupo plataforma estreita (PE) foram privados de SP pelo metodo da plataforma multipla modificada (MMPM), os animais do grupo recuperacao (RE) sofreram o mesmo procedimento do grupo PE, mas retornaram para sua gaiola de origem apos o periodo de privacao onde permaneceram durante 24h. Os animais do grupo controle de gaiola (CG) permaneceram em suas gaiolas de origem durante todo o periodo de privacao. [3H]pirenzepina foi o radioligante utilizado para a analise de receptores M1muscarinicos no cerebro. A analise da ligacao de receptores muscarinicos Ml nao mostrou diferencas significativas entre os grupos nas 39 areas estudadas, areas relacionadas aos processos de aprendizagem e memoria e do tronco cerebral relacionadas a geracao de sono. Esse resultado sugere que o prejuizo de memoria observado apos PSP paradoxal parece nao ser devido a uma alteracao na ligacao de receptores muscarinicos Ml
Palavra-chave Privação do sono
Autorradiografia
Receptores muscarínicos
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 36 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 36 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17954

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta