Monitorizacao ambulatorial da pressao arterial em gestantes normais

Show simple item record

dc.contributor.author Caetano, Maria Elizabeth Navegantes [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T23:02:06Z
dc.date.available 2015-12-06T23:02:06Z
dc.date.issued 2002
dc.identifier.citation São Paulo: [s.n.], 2002. 91 p.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17864
dc.description.abstract Com o objetivo de conhecer a variacao da pressao arterial atraves da monitorizacao ambulatorial da pressao arterial (MAPA), em gestantes normais, na cidade de Belem - Para, foi realizado estudo observacional, transversal, no periodo de janeiro de 2000 a junho de 2001 (18 meses). As gestantes incluidas, com idade entre 18 e 35 anos (media de 24 anos e 8 meses), provenientes do Servico de Pre-Natal da Santa Casa de Misericordia do Para, Centro de Saúde do Guama e Hospital Adventista de Belem, com idade gestacional de 06 a 38 semanas. Foram incluidas 89 gestantes normotensas, nuliparas ou multiparas, divididas em tres grupos, segundo a idade gestacional. O grupo I composto por 25 gestantes entre 6 e 13 semanas de gestacao; o grupo II por 32 gestantes entre 14 e 27 semanas de gestacao; e o grupo III por 32 gestantes entre 28 e 38 semanas de gestacao. Todas as gestantes foram submetidas a monitorizacao ambulatorial da pressao x arterial, de registro continuo por 24 horas, com monitor de pressao nao invasivo, oscilometrico, do tipo DYNA-MAPA, versao 2.0, em regime nao hospitalar, no braco esquerdo. Foi avaliada a media da pressao arterial 9 i sistolica, diastolica, da carga sistolica e diastolica na vigilia, sono e periodo de 24 horas e a analise das diferencas de pressao sistolica e diastolica, vigilia-sono por grupo. Observamos que a media da pressao arterial sistolica na vigilia, a media da pressao arterial diastolica nas 24 horas e a carga sistolica no sono noturno foram menores no 2º trimestre. A media da pressao arterial sistolica no sono noturno e nas 24 horas foi maior no 3º trimestre. Apos o resultado da analise, podemos concluir que a MAPA, em gestantes normais, apresenta resultados superponiveis aos da populacao normal. O comportamento da MAPA em gestantes normais e semelhante ao da populacao normal e nao sofre influencia - ambiental(Belem) pt
dc.format.extent 91 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial pt
dc.subject Gravidez pt
dc.title Monitorizacao ambulatorial da pressao arterial em gestantes normais pt
dc.title.alternative Ambulatory blood pressure monitoring in normal pregnant women en
dc.type Dissertação de mestrado
dc.identifier.file epm-017778.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicina pt



File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account