Prevalencia de asma e sintomas asmaticos em escolares no municipio de Montes Claros, MG

Prevalencia de asma e sintomas asmaticos em escolares no municipio de Montes Claros, MG

Título alternativo Prevalence of asthma and asthmatic symptoms in schoolchildren of Montes Claros, Brazil
Autor Maia, Jose Geraldo Soares Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Estudamos a prevalencia de asma e sintomas asmaticos em escolares de 13 e 14 anos de idade no municipio de Montes Claros (MG), utilizando o questionario escrito padronizado pelo International Study of Asthma and Alergies in Childhood (ISAACI referente a asma, acrescido de quatro perguntas sobre tabagismo ativo e passivo, contato com animais domesticos e historia familiar de asma. O questionario foi auto-aplicado a 3770 escolares, com proporcao de resposta de 93,3 por cento A prevalencia de sibilos alguma vez na vida foi de 35,9 por cento (IC 95 por cento: 34,4-37,4) sendo estatisticamente diferente entre sexos feminino e masculino. A prevalencia de sono perturbado por crise de sibilos foi de 11,8 por cento (IC 95 por cento: 10,8-12,2) e a de tosse seca noturna sem infeccao respiratoria foi de 32,9 por cento (IC 95 por cento 31,4-34,4), tambem com diferenca estatisticamente significante entre os sexos. A prevalencia de sibilos no ultimo ano foi de 15,8 por cento (IC 95 por cento: 14,6-17,0) semi diferenca estatistica entre os sexos. A prevalencia de asma alguma vez na vida foi de 23,8 por cento, (IC 95 por cento: 22,4-25,2) e a de dificuldade de fala devido crise de sibilos foi de 3,2 por cento (IC 95 por cento 2,6-3,8) tambem sem diferenca estatistica entre os sexos. A prevalencia de mais de umas crise de sibilos no ultimo ano foi de 17,3 por cento (IC 95 por cento: 16,1-18,5) e de sibilos aos exercicios fisicos foi de 16,6 por cento (IC 95 por cento: 15,4-17,8), sem diferenca estatistica entre os sexos. A prevalencia de tabagismo ativo foi de 0,7 por cento(IC95 por cento: 0,4-1,0) e do tabagismo passivo, 43,5 por cento(IC95 por cento: 41,3-45, 7 por cento). Houve associacao passiva entre sibilos no ultimo ano e contato com animais domesticos(OR; 1,27) e historia familiar de asma (OR: 1,79); e associacao negativa com localizacao da escola em area rural(OR; 0,63). Nao houve associacao entre sibilos no e ultimo ano e sexo, idade, dominio escolar(estudar em escola publica ou privada), tabagismo ativo ou passivo. Analisando a associacao entre sibilos no ultimo ano e o diagnostico de asma alguma vez na vida concluimos pela existencia de significativo sub-diagnostico de asma na populacao da qual a amostra foi retirada. Utilizando o criterio de asma ativa a prevalencia de sub-diagnostico foi estimada em 6,5 por cento. Utilizando o criterio de asma possivel o sub-diagnostico foi estimado em 14.4 por cento
Palavra-chave Prevalência
Asma
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 111 p. tab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 111 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17843

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta