Proposta de estadiamento topográfico para papilomatose laríngea

Proposta de estadiamento topográfico para papilomatose laríngea

Título alternativo Suggestion of topographic staging for laryngeal papillomatosis
Autor Avelino, Melissa Ameloti Gomes Autor UNIFESP Google Scholar
Pontes, Paulo A.l. Autor UNIFESP Google Scholar
Weckx, Luc Louis Maurice Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Laryngeal Papillomatosis is a disease that most often affect the true vocal folds, epiglottis, false vocal folds and may extend in the entire larynx. There isn't a consensus about a classification of the site and intensive of the lesions. AIM: To propose a staging based on the classification of the site and intensity of the lesions in the larynx that can have easily application for the physician. STUDY DESIGN: Clinical prospective. MATERIAL AND METHOD: We divided the larynx in three sites: supraglottis (S), glottis (G) and infraglottis (I); and in four degree of extension. Classification: S1 (focal lesion), S2 (less than 2/3 of extension of the lumen), S3 (more than 2/3 of extension) and S4 (obstructive lesion or tracheotomy); G1 (focal lesion on the fold or on the anterior or posterior commissure - less than 1/3 of extension), G1a (only one vocal fold) G1b (both vocal folds), G2 (more than 1/3 extension of the vocal fold), G2a (only one vocal fold), G2b (both vocal folds), G3 (more than 2/3 extension of the vocal fold) and G4 (obstructive lesion or tracheotomy); I1 (focal lesion), I2 (less than 2/3 extension of the lumen), I3 (more than 2/3 extension of the lumen), and I4 (obstructive lesion or tracheotomy). Based on this topographic classification we obtain 4 stages: I, II, III e IV. We evaluated 74 laryngoscopes of 10 patients with laryngeal papillomatosis before and after the treatment with cidofovir to establish the viability of the staging. RESULTS: All the exams could be submitted to the classification and staging. CONCLUSION: We concluded that the staging proposed was viable on the studied population.

A papilomatose laríngea (PL) é uma doença que acomete principalmente as pregas vocais, epiglote e pregas vestibulares, mas pode atingir a laringe em toda sua extensão. Até o momento não existe consenso sobre como estadiar o local e a intensidade das lesões papilomatosas. OBJETIVO: Propor um estadiamento a partir da classificação do local e intensidade das lesões na laringe, que seja abrangente, de fácil entendimento e aplicação clínica pelo otorrinolaringologista. FORMA DE ESTUDO: Clínico prospectivo. MATERIAL E MÉTODO: Partimos da divisão da laringe em três níveis: supraglote (S), glote (G) e infraglote (I); e da adoção de quatro graus de acometimento, de 1 (leve) a 4 (mais intenso). Classificação proposta: S1 (lesão focal), S2 (menos de 2/3 de extensão da luz), S3 (mais de 2/3 da luz), S4 (obstrutiva ou traqueotomia); G1 (focal em prega vocal ou com.anterior ou posterior - menos de 1/3 de extensão da prega), G1a (em 1 prega vocal) G1b (nas duas pregas), G2 (mais de 1/3 de extensão), G2a (em 1 prega vocal), G2b (nas duas pregas), G3 (mais de 2/3 extensão), G3a (1 prega vocal), G3b (nas duas pregas), G4 (lesão obstrutiva ou traqueotomia); I1(focal), I2 (menos 2/3 extensão da luz), I3 (mais de 2/3 extensão) e I4 (obstrutiva ou traqueotomia). Baseando-se nesta classificação topográfica, obtivemos 4 estádios: I, II, III e IV. Realizamos avaliação de 74 laringoscopias de 10 pacientes com PL antes e após o tratamento com cidofovir para constatar a viabilidade desta proposta de estadiamento. RESULTADOS: Todos os 74 exames analisados puderam ser submetidos à classificação e estadiamento. CONCLUSÕES: Concluímos que o estadiamento proposto apresentou viabilidade perante a população estudada.
Palavra-chave laryngeal papillomatosis
classification
staging
papilomatose laríngea
classificação
estadiamento
Idioma Português
Data de publicação 2003-08-01
Publicado em Revista Brasileira de Otorrinolaringologia. ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, v. 69, n. 4, p. 452-456, 2003.
ISSN 0034-7299 (Sherpa/Romeo)
Publicador ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Extensão 452-456
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-72992003000400003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0034-72992003000400003 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1783

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0034-72992003000400003.pdf
Tamanho: 153.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta