Glicolipídeos contendo galactofuranose, reconhecidos pelo anticorpo monoclonal MEST-1, em Trypanosoma cruzi: participação da galactofuranose na interação Leishmania (L.) major-Macrofago

Glicolipídeos contendo galactofuranose, reconhecidos pelo anticorpo monoclonal MEST-1, em Trypanosoma cruzi: participação da galactofuranose na interação Leishmania (L.) major-Macrofago

Título alternativo Galactofuranose-containing glycolipids, recognized by monoclonal antibody MEST-1, in Trypanosoma cruzi: Involvement of galactofuranose in Leishmania(L.)major-macrophage interation
Autor Suzuki, Erika Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Straus, Anita Hilda Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Nesta tese, foi demonstrado que o anticorpo monoclonal (MoAb) MEST-1, o qual reconhece residuos terminais de galactofuranose ligados b1-3 ou b1-6 a manose, apresentou alta reatividade com formas promastigotas de L. (L.) major, sendo que o antigeno reconhecido neste parasita e o GIPL-1. Por imunoeletromicroscopia, foi verificado que este glicolipideo esta localizado na superficie de L. (L.) major. 0 papel do GIPL-1 na infectividade deste parasita em macrofagos foi analisado, utilizando-se fragmentos Fab de MEST-1, sendo observado uma reducao de 70-80 por cento e 30 por cento na infectividade de macrofagos por promastigotas e amastigotas, respectivamente. Verificou-se tambem que p-nitrofenil-b-D- galactofuranosideo inibiu 77 por cento a invasao de promastigotas desta especie de Leishmania em macrofagos, sugerindo a presenca de receptor para residuos de galactofuranose em macrofagos murinos, indicando que GIPL-1 estaria envolvido na interacao L. (L.) major-macrofago. A reatividade de MEST-1 com T. cruzi tambem foi analisada. Por imunofluorescencia indireta e radioimunoensalo em fase solida, observou-se que este MoAb reconhece epimastigotas e amastigotas, apresentando baixa ou nenhuma reatividade com tripomastigotas. Utilizando diferentes ensaios imunoquimicos, foi verificado que os antigenos reconhecidos pelo MEST-1 nestes parasitas sao glicolipideos e que a expressao destes glicoconjugados esta relacionada com a diferenciacao de amastigotas para tripomastigotas, ocorrendo uma diminuicao da reatividade com tripomastigotas. Por ELISA sanduiche e imunocoloracao de placas de HPTLC, verificou-se que esta diminuicao talvez seja devida a liberacao, para o meio de cultura, de glicolipideos durante a diferenciacao de amastigota para tripomastigota...(au)
Palavra-chave Trypanosoma cruzi
Leishmania major
Glicolipídeos
Infecção
Anticorpos Monoclonais
Trypanosoma cruzi
Leishmania major
Glycolipids
Infection
Antibodies, Monoclonal
Idioma Português
Data de publicação 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 129 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 129 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17820

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta