Analise de varias escalas de dispneia em pacientes com asbestose

Analise de varias escalas de dispneia em pacientes com asbestose

Título alternativo Evaluation of dyspnea according to different clinical scales in patients with asbestosis
Autor Napolis, Lara Maris Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A dispneia e o sintoma de maior relevancia nas doencas intersticiais. Por ser um sintoma subjetivo e dificil avalia-lo e mensura-lo, especialmente na asbestose onde existem fatores adicionais que podem confundir a interpretacao clinica como: longo periodo de latencia desde o primeiro contato com as fibras de amianto, tabagismo, sedentarismo, idade avancada e doencas cardiorrespiratorias associadas. Objetivo: 0 proposito deste estudo foi de caracterizar a presenca e intensidade da dispneia em 40 ex-trabalhadores da industria de fibrocimento e da mineracao com asbestose atraves de quatro escalas discriminativas: Medical Research Council - MRC/1976 (versao simplificada), American Medical Association nas suas versoes de 1984 e 1993 e indice Basico de Dispneia - IBD, proposto por Mahler em 1984, alem de testar o nivel de concordancia entre as escalas. Procurar-se-a tambem, correlacionar estes dados com alteracoes do radiograma de torax, tabagismo e variaveis funcionais no repouso e exercicio. Metodos: Os individuos estudados seguiram o seguinte protocolo: avaliacao clinica, radiologica (radiograma e TCAR), espirometrica, capacidade de difusao do monoxido de carbono, teste de exercicio incremental e submaximo, com coleta de gasometria arterial para analise das trocas gasosas. Finalmente, os ex-trabalhadores responderam as questoes dos questionarios propostos. Resultados: Os achados quanto a presenca de dispneia nas escalas MRCI76, AMA/84, AMA/93 e IBD (considerando individuos sem dispneia com IBD >_ 9) foram de: 72,5 por cento, 67,5 por cento, 37,5 por cento e 31,6 por cento respectivamente. A graduacao da presenca de dispneia nas escalas MRC/76, AMA/84, AMA/93 mostrou: 50 por cento, 30 por cento e 15 por cento de grau leve; 2,5 por cento, 30 por cento e 15 por cento de grau moderado, 20 por cento, 7,5 por cento e 5 por cento de grau grave nas respectivas escalas. Na escala do IBD nao foi possivel estabelecer graduacao devido as caracteristicas da mesma. Observou-se que as escalas MRC[76 e AMA/84 detectaram maiores indices de dispneia quando foram comparadas com a AMA/93 e IBD, sendo detectada concordancia substancial e perfeita respectivamente entre as escalas MRC/76 & AMA/84 e AMA/93 & IBD. Quando foi relacionada presenca de dispneia e sua graduacao com radiograma de torax.
Palavra-chave Dispneia
Escalas
Asbestose
Pulmão/fisiologia
Idioma Português
Data de publicação 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 104 p. ilus. ,tab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 104 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17718

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta