Achados fonoaudiológicos em pacientes submetidos a anastomose hipoglosso facial

Achados fonoaudiológicos em pacientes submetidos a anastomose hipoglosso facial

Título alternativo Phonoaudiological findings in patients submitted to hypoglossal-facial anastomosis
Autor Silva, Elisabete C. C. F. Autor UNIFESP Google Scholar
Testa, Jose Ricardo Gurgel Autor UNIFESP Google Scholar
Fukuda, Yotaka Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Bandeirantes de São Paulo Ciências da Reabilitação Neuro-Motora
Resumo The hypoglossal-facial anastomosis (HFA) have been related in patients with facial nerve lesion where proximal segment more other surgical produceres had been faited or had not been possible success. AIM: The objective of the present research is to verify the evidence of mobility in the phonoarticulate organs, speech function, chew and swallowing in patients sujected to HFA. STUDY DESIGN: Clinical prospective. MATERIAL AND METHOD: Eight patients with peripheral facial paralysis (PFP) were evaluated and subjected to HFA at UNIFESP/EPM in the period from 1989 to 2000, with 6 females and 2 males, aged between 21 and 71 years with an average of 50 years. Of these, 5 after exeresis of Acoustic Neurinoma, 1 after exeresis of Fibrosarcoma, 1 after a gunshot wound and 1 after idiopathic peripheral facial paralysis of poor evolution. In the phonoaudiological evaluation, the protocol used involved identification data; classification of the facial nerve; treatments carried out; facial symmetry in repose and on voluntary movement; synhinesis of the eyes, mouth, nose and cheeks; phonoarticulate and tongue disorders; changes in chew and of the palate and a questionary concerning the appearence of the respective disturbances. RESULTS: The degree of pos anastomosis and reabilitation ranged to the eyes between II and V and to the mouth between III and V (House & Brakemann, 1985). We came to the conclusion that the recover was satisfactory and important but patients'recover expectation were inferior. There have been noted: articulatory imprecision chewing disfunction, deficit sphincteral function of oral muscles and disphage.

A anastomose hipoglosso-facial (AHF) tem sido realizada em pacientes com lesão dos segmentos mais proximais do nervo facial em que outros procedimentos cirúrgicos não foram possíveis ou não obtiveram êxito. OBJETIVO: O objetivo atual da pesquisa é verificar as alterações na mobilidade dos órgãos fonoarticulatórios, quanto à função da fala, mastigação e da deglutição, em pacientes submetidos a AHF. FORMA DE ESTUDO: Clínico prospectivo. MATERIAL E MÉTODO: Foram avaliados 8 pacientes, com paralisia facial periférica (PFP), submetidos a AHF, na UNIFESP/EPM, no período de 1998 a 2000, sendo 6 do sexo feminino e 2 do sexo masculino, idades entre 21 e 71 anos e mediana de 50 anos. Desses, 5 pós-exerése do Schwannoma do Nervo Vestibular, 1 pós-exerése de Fibrossarcoma, 1 pós-ferimento por arma de fogo e 1 pós-paralisia facial idiopática de má evolução. Na avaliação fonoaudiológica, o protocolo consta de: dados de identificação; classificação da recuperação do nervo facial; tratamentos realizados; simetria facial no repouso e no movimento voluntário; sincinesias para olho, boca, nariz e bochechas; distúrbios fonoarticulatórios e da motricidade da língua; alteração na mastigação e do paladar, e questionário referente ao parecer dos respectivos distúrbios para serem respondidos pelo paciente. RESULTADO: O grau de paralisia pós-anastomose e reabilitação variou para os olhos entre II e V e para a boca entre III e V (House & Brackemann, 1985). Concluímos que recuperação foi satisfatória e importante, mas a expectativa de melhora foi inferior ao esperado pelos pacientes. Foram observados: imprecisão articulatória, disfunção mastigatória, escape bucal de alimentos e disfagia.
Palavra-chave peripheral facial paralysis
facial hypoglosal anastomosis
chew
swallowing
speech
dysphage
paralisia facial periférica
anastomose hipoglosso-facial
mastigação
deglutição
fala
disfagia
Idioma Português
Data de publicação 2003-06-01
Publicado em Revista Brasileira de Otorrinolaringologia. ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, v. 69, n. 3, p. 377-384, 2003.
ISSN 0034-7299 (Sherpa/Romeo)
Publicador ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Extensão 377-384
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-72992003000300013
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0034-72992003000300013 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1768

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0034-72992003000300013.pdf
Tamanho: 90.05KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta