Conhecimento e adesao as medidas de precaucoes padrao dos funcionarios so servico de higiene e limpeza hospitalar

Conhecimento e adesao as medidas de precaucoes padrao dos funcionarios so servico de higiene e limpeza hospitalar

Título alternativo Knowledege and adhesion to the standard precaution rules by the workers of the hospitalar services of hygiene and cleaning
Autor Rodrigues, Nanci de Moraes Laureano Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Devido ao alto risco ocupacional dos profissionais do Servico de Higiene e Limpeza (SHL), foi realizada esta pesquisa epidemiologica, com desenho transversal controlado, que teve por objetivos caracterizar, verificar e comparar o Conhecimento e Adesao as Medidas de Precaucao Padrao (MPP) e o uso de equipamento de protecao individual (EPI) de funcionarios do SUL de duas empresas terceirizadas, que atuavam em tres hospitais de grande porte no Municipio de São Paulo. Os dados, foram obtidos junto a populacao amostral de 203 entrevistados, no periodo de junho a setembro de 2000. A maioria era do sexo feminino (74,4 por cento) com menos de 30 anos; de baixa escolaridade: 50,7 por cento com primeiro grau incompleto; 97 por cento mantinham um emprego. Trabalhavam em varias areas do hospital em sistema de rodizio, sendo que 86,7 por cento eram auxiliares de limpeza e 79,8 por cento com menos de quatro anos na funcao. Apenas 8 por cento conhecia e aplicava as MPP. Observou-se que mais de 90,0 por cento dos funcionarios referiram ter recebido treinamento sobre as MPP e o uso adequado do EPI, os funcionarios da empresa A, demonstraram, tanto conhecer quanto aplicar os EPI nas areas de risco mais que os da empresa B. Os valores expressos de Conhecimento adquirido sobre as MPP e da Adesao a esse conhecimento na pratica diaria foram valorados como sendo fracos. O coeficiente de correlacao entre Conhecimento e Adesao dos funcionarios foi de (0,76p < 0,0001) considerado muito bom. Os supervisores foram os que mais demonstraram conhecer e aplicar as MPP. As mulheres (42,4 por cento) apresentaram maior Adesao que os homens (34,6 por cento). A incidencia de acidentes profissionais foi de 12,0 por cento na Empresa A e 18,0 por cento na B. Do total dos acidentes deste estudo, 72,4 por cento foram devido a exposicao percutanea: 51,0 por cento recolhiam as agulhas do chao com as maos, alguns as reencapavam e jogavam-nas no lixo comum. Dos funcionarios entrevistados nas Empresas A e B: 12 por cento e 18 por cento respectivamente, mencionaram ter tido algum tipo de acidente. Verificou-se que, do total dos acidentes, 72,4 por cento foram devido a exposicao percutanea e 27,6 por cento por respingo com material biologico. Estes resultados mostraram a necessidade de avaliacao continua dos funcionarios acerca das MPP, e a identificacao dos fatores que dificultam sua Adesao
Palavra-chave Precauções Universais
Serviço Hospitalar de Limpeza
Medidas de Segurança
Idioma Português
Data de publicação 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 116 p. tabgraf.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 116 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17664

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta