Avaliação dos potenciais evocados auditivos do tronco encefálico na esclerose múltipla

Avaliação dos potenciais evocados auditivos do tronco encefálico na esclerose múltipla

Título alternativo Auditory evoked potentials in multiple sclerosis
Autor Santos, Marco Aurélio Rocha Autor UNIFESP Google Scholar
Peixoto, Marco Aurélio Lana Google Scholar
Munhoz, Mário Sérgio Lei Autor UNIFESP Google Scholar
Almeida, Alessandra Varella De Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de Minas Gerais Departamento de Neurologia
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal de Minas Gerais Departamento de Oftalmologia
Resumo The aim of this study was to evaluate the incidence of auditory and neurotological disorders in multiple sclerosis (MS). Twenty female and 9 male with a definite diagnosis of multiple sclerosis without signs of involvement of the brain stem underwent an audiological and an early auditory evoked potentials (EAEP). The wave forms were classified according to Jerger's (1986) classification. In 58 EAEP it was found 55% of type I (normal response) according to Jerger's classification in both sexes. Considering as an abnormal response the EAEP classified in type II, III, IV or V according to Jerger in at least one side, it was found 60% of abnormalities in females and 56% in males, totalizing 58,62% of all the studied subjects. The authors emphasize the use of EAEP in MS.

O objetivo do presente estudo foi avaliar a incidência de alterações auditivas e dos potenciais evocados auditivos do tronco encefálico (PEATE) em indivíduos portadores de esclerose múltipla (EM). Participaram do estudo 20 indivíduos do sexo feminino e 9 do masculino com diagnóstico definido de EM, sem sinais clínicos ou de alterações à ressonância nuclear magnética de acometimento do tronco encefálico. Testes audiométricos e a pesquisa dos PEATE foram realizados em todos os indivíduos.Utilizou-se da classificação dos PEATE proposta por Jerger (1986) na análise da morfologia das ondas nos portadores de EM. Dos 58 PEATE realizados encontrou-se 55% classificados como tipo I (resposta normal ) na classificação de Jerger em ambos os sexos. Considerando-se como alterados as avaliações com PEATE dos indivíduos portadores de EM que apresentaram os demais tipos: II, III, IV ou V da classificação de Jerger em pelo menos um dos lados, encontrou-se 60% de alterações no sexo feminino e 56% no masculino, totalizando 58,62%. Estes achados enfatizam a relevância do estudo dos PEATE em casos de suspeita clínica de doenças desmielinizantes e naqueles com diagnóstico definido de EM.
Palavra-chave auditory evoked potentials
brainstem multiple sclerosis
potenciais evocados auditivos
tronco encefálico
esclerose múltipla
Idioma Português
Data de publicação 2003-06-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 61, n. 2B, p. 392-397, 2003.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo)
Publicador Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 392-397
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2003000300013
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-282X2003000300013 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1762

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-282X2003000300013.pdf
Tamanho: 62.29KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta