Modificação do metodo kindling para obtenção de status epilepticus experimental em ratos

Modificação do metodo kindling para obtenção de status epilepticus experimental em ratos

Título alternativo Experimental status epileptics: a modified kindling method in rats
Autor Campos, Carlos J. Reis De Google Scholar
Cavalheiro, Esper Abrão Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Taber et al. (1977) introduced new model of epilepsy to obtain experimental status epilepticus in mice, through a modification of the kindling method (Goddard et al. 1969). The aim of this paper is to report the effect of Taber's modification on a new animal specie (rats). Bipolar, twisted steel electrodes were stereotaxically implanted into the CA1-CA3 regions of the dorsal hippocampus. After one week the animals received 2 h stimulation sessions, one stimulus per minute, during which a sustained electrographical and behavioral seizures were induced. Different patterns of electrographical discharges as well as tonic-clonic convulsions were observed. The animals which were submitted to 3 stimulating sessions respectively 7, 14 and 21 days after surgery showed an increase in the epileptic activity. This has been interpreted as a plastic neural modification of the hippocampus similar to that observed during learning and memory consolidation. In comparison to other inducing kindling methods this one permits a more rapid elicitation of the phenomenon. For this reason this method will provide a good epilepsy model for the study of anticonvulsant drugs and basic mechanisms involved in the epileptic activity.

Foi utilizada em nova espécie animal (ratos), uma modificação do método kindling, introduzida por Taber e col. (1977) para obtenção de status epilepticus experimental. Para isso foram implantados mediante cirurgia estereotáxica, eletrodos duplos, torcidos no hipocampo dorsal de 12 ratos machos albinos. Esses animais foram submetidos, após uma semana de pós-operatório, a 1 segundo de estimulação elétrica de baixa intensidade em forma intermitente, um estímulo por minuto durante 2 horas, desenvolvendo-se em prazo de 30 minutos um estado de epilepsia eletrográfica e comportamental duradoura. Vários padrões de descargas epilépticas eletrográficas foram observados bem como manifestações convulsivas tônico-clônicas. Os animais que foram submetidos a novas sessões de estimulação após 7 e 14 dias mostraram aumento de atividade epiléptica demonstrando uma modificação plástica do hipocampo do rato submetido a estimulação elétrica a qual perdura no tempo. O método permite a obtenção de kindling em tempo bem mais curto (horas), comparativamente às técnicas anteriormente descritas (dias), tornando-se um promissor modelo de epilepsia para testes de drogas anticonvulsivantes e para o estudo dos mecanismos fisiopatológicos e bioquímicos envolvidos na descarga epiléptica.
Idioma Português
Data de publicação 1980-03-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 38, n. 1, p. 81-88, 1980.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo)
Publicador Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 81-88
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X1980000100010
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-282X1980000100010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/176

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-282X1980000100010.pdf
Tamanho: 681.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta