Estudo da constância de medidas acústicas de vogais prolongadas em mulheres sem queixa de voz e com disfonia

Estudo da constância de medidas acústicas de vogais prolongadas em mulheres sem queixa de voz e com disfonia

Título alternativo Study of constancy of acoustic measures with sustained vowels in women without vocal complaints and dysphonia
Autor Gama, Ana Cristina Cortes Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Behlau, Mara Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Avaliar a constancia das medidas acusticas de frequencia fundamental, jitter em porcentagem, quociente de perturbacao de frequencia (QPF), shimmer em dB, shimmer em porcentagem, quociente de perturbacao de amplitude (QPA) e proporcao harmonico - ruido (PHR), extraidas de emissoes sustentadas e consecutivas de uma vogal e verificar o grau de alteracao destes parametros, em mulheres sem queixa vocal e com disfonia. Metodos: Foram comparados os dados acusticos em 3 grupos, divididos da seguinte forma: 20 mulheres sem queixas vocais, 20 com disfonia e nodulo vocal e 10 com disfonia e edema de Reinke, utilizando o programa Multi - Speech Model 3700 da KAY ELEMETRICS, atraves da vogal sustentada e, emitida 15 vezes consecutivas, com pausas respiratorias entre elas. Resultados: Os valores de frequencia fundamental apresentaram variacoes ate a 6a emissao nos grupos sem queixa vocal e com disfonia e nodulo vocal. Os valores de jitter em porcentagem, QPF, shimmer em dB, shimmer em porcentagem, QPA e PHR nao apresentaram diferencas nos 3 grupos estudados, quando avaliadas as diferencas entre as 15 emissoes consecutivas. Os valores de frequencia fundamental, shimmer em porcentagem e QPA diferenciaram os 3 grupos estudados. Os grupos com disfonia e nodulo vocal e disfonia e edema Reinke apresentaram os maiores valores de jitter, QPF e PHR. Os valores de shimmer em dB foram semelhantes nos 3 grupos. Conclusoes: As medidas dos sinais acusticos, em diferentes emissoes consecutivas de uma mesma vogal sustentada, sao constantes, com excecao da frequencia fundamental, que pode se deslocar para o agudo nas primeiras emissoes de individuos sem lesoes laringeas e queixas vocais e com disfonia e nodulos de pregas vocais
Palavra-chave Voz
Distúrbios da Voz
Acústica
Idioma Português
Data de publicação 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 80 p. tabgraf.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 80 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17587

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta