Angiogenese tumoral como fator prognostico para disseminacao da doenca em retinoblastoma

Angiogenese tumoral como fator prognostico para disseminacao da doenca em retinoblastoma

Título alternativo Tumor angiogenesis as a prognostic factor for disease dissemination in retinoblastoma
Autor Marback, Eduardo Ferrari Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: (1) Avaliar a capacidade angiogenica, quantificada pela medida da area vascular relativa do tumor atraves da contagem de Chalkley, como possivel fator prognostico em retinoblastoma; e (2) avaliar a invasao de coroide e nervo optico como fatores prognosticos em retinoblastoma. Metodos: Foram estudados 24 casos de retinoblastoma intra-ocular unilateral, tratados unicamente por enucleacao do globo ocular, no periodo entre janeiro de 1992 e dezembro de 1995, no Hospital do Cancer AC Camargo - São Paulo. Atraves do registro de prontuarios medicos obteve-se: idade ao diagnostico, duracao do acompanhamento e evolucao clinica, mais especificamente, presenca ou ausencia de disseminacao da doenca durante o tempo de acompanhamento. Dos blocos de parafina, pecas arquivadas e registros de estudo anatomopatologico obteve-se: diametro tumoral a macroscopia e revisao histopatologica detalhada de todos os especimens. A area vascular relativa do tumor foi obtida pela aplicacao do metodo de Chalkley em seccoes coradas pelo anticorpo endotelio especifico, anti CD 34. Resultados: A idade media ao diagnostico foi de 37 meses. Cinco pacientes apresentaram doenca disseminada (doenca orbitaria e/ou metastases a distancia) em um periodo medio de 10,4 meses apos a cirurgia. Dezenove pacientes nao apresentaram disseminacao da doenca em um tempo de seguimento medio de 53 meses. A Regressao de Cox revelou ser a area vascular relativa do tumor, a unica variavel capaz de independentemente prever a disseminacao da doenca (p=0.008); a invasao de nervo optico e coroide nao atingiram significancia estatistica (p=0.62 and p=0.77 respectivamente). A curva ROC mostrou que o achado de area vascular relativa do tumor igual ou superior a 3,89 por cento, foi altamente sensivel (100 por cento) e especifico (78,9 por cento) em prever a disseminacao da doenca. Conclusoes: A medida da area vascular relativa do tumor e capaz de prever quais pacientes estao sob risco de desenvolver doenca disseminada apos a enucleacao em retinoblastoma intra-ocular. Invasao de coroide e nervo optico, nao foram fatores de prognostico significativos nessa serie, entretanto o numero de casos com esses achados foi muito pequeno para permitir conclusao definitiva. Dessa forma, a avaliacao da angiogenses pode orientar quais pacientes seriam candidatos a tratamento adjuvante apos enucleacao
Palavra-chave Retinoblastoma/patologia
Retinoblastoma/diagnóstico
Neovascularização Patológica/diagnóstico
Neovascularização Patológica/patologia
Idioma Português
Data de publicação 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 85 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 85 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17548

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta