Antropometria e composição corporal em adolescentes nipônicas e não nipônicas da rede escolar privada de São Paulo: comparação étnica e análises de distúrbios alimentares, imagem corporal; e atividade física

Antropometria e composição corporal em adolescentes nipônicas e não nipônicas da rede escolar privada de São Paulo: comparação étnica e análises de distúrbios alimentares, imagem corporal; e atividade física

Título alternativo Antropometry and body composition of ethinic Japanese and Caucasian adolescent girls: ethnic study and investigation of eating disorders, body image and physical activity
Autor Sampei, Miriam Akemi Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Sigulem, Dirce Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Apesar de vários aspectos de composiçao corporal tenham sido estudados na populaçao branca, poucos estudos foram feitos em outros grupos étnicos. Com o objetivo de se investigar a importância da variável etnia, o estudo comparou índices antropométricos e de composiçao corporal entre dois grupos étnicos, e entre duas fases da puberdade: pré-menarca e pós- menarca. Analisou-se também os padroes alimentares, a atividade física e a influência sócio-afetiva. A amostra final de 550 adolescentes foi composta de adolescentes sem menarca, nipônicas (n=122) e nao-niponicas (n=179), e com menarca, nipônicas (n=72) e nao-nipônicas (n=177). As meninas nipônicas, sem e com menarca possuíam valores de peso e estatura mais baixos que as meninas nao-nipônicas. As meninas nipônicas sem menarca possuíam menos gordura e massa magra que as nao-nipônicas sem menarca. Ao contrário, as nipônicas com menarca tendiam a acumular mais gordura que as nao-nipônicas. Quanto aos índices de distribuiçao de gordura houve uma tendência à centralizaçao da gordura corpórea, nas nipônicas. Verificou-se que todas as variáveis antropométricas e de composiçao corporal foram maiores nas adolescentes com menarca do que nas sem menarca. Nao houveram diferenças estatísticas entre os grupos étnicos, quanto aos índices de atividade física. As adolescentes com menarca tinham valores de índices de tempo livre (INDEXTL) maiores do que as meninas sem menarca, nas duas etnias. Meninas obesas sem menarca tiveram valores de índice de trabalho (INDEXTRA) menores que as eutróficas. Verificou-se que os valores do teste de atitudes alimentares (EAT-26), a insatisfaçao corporal e o uso de dietas foram maiores nas nao-nipônicas sem menarca do que nas - nipônicas. Entre as meninas com menarca, verificou-se situaçao similar. As adolescentes nipônicas, parecem sentir menos as pressoes sócio-culturais sobre a imagem corporal do que as nao- nipônicas. A freqüência alta de meninas nao-nipônicas sem menarca com escore alto do EAT-26 mostra que a preocupaçao com a imagem corporal vem ocorrendo cada vez mais cedo. O IMC influiu no EAT-26, independente da menarca, nas nao-nipônicas, mas nao nas nipônicas. Quanto às relaçoes sócio-afetivas, as adolescentes nao-nipônicas tinham mais modelos para o comportamento de dieta, representados pelas maes e pares que as nipônicas. No confronto do EAT-26 e as relaçoes sócio-afetivas verificou-se que ser de origem nao-nipônica, "ter menarca", "conversar sempre ou...(au).
Palavra-chave Antropometria
Composição corporal
Adolescente
Imagem corporal
Idioma Português
Data de publicação 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 280 + 10 artigo p. tab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 280 + 10 artigo p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17523

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta