Efeito da moxabustão nos pontos de acupuntura VC-12(ZHOGWAN), E-25(TIANSHU) e E-36(ZUZANLI) na prevenção de lesões agudas da mucosa gástrica produzidas pela indometacina em ratos Wistar, e participação das fibras C no mecanismo de ação

Efeito da moxabustão nos pontos de acupuntura VC-12(ZHOGWAN), E-25(TIANSHU) e E-36(ZUZANLI) na prevenção de lesões agudas da mucosa gástrica produzidas pela indometacina em ratos Wistar, e participação das fibras C no mecanismo de ação

Título alternativo Effect of moxibustion in the acuputure points Ren-12 (Zhongwwan), St-25(Tianshu) and St-36(Zuzanli) in the prevention of acute injury of the gastric mucosa produced by indomethacin in rats, and the involvement of C fibers in the mechanism of action
Autor Freire, Anaflavia de Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Mello, Luiz Eugenio Araujo de Moraes Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: Desde tempos remotos o homem utiliza o calor para aliviar a dor e ate mesmo tratar doencas. A terapia com moxabustao e adjuvante a acupuntura e seu principio basico consiste no aquecimento dos pontos de acupuntura pela combustao das folhas secas da planta Artemisia vulgaris. Esta tecnica terapeutica e de grande utilidade no tratamento de inumeras doencas, porem ao contrario da acupuntura, na literatura existem poucos trabalhos acerca do seu mecanismo de acao. Desta forma o objetivo do presente trabalho foi verificar o mecanismo de acao da aplicacao moxabustao nos pontos de acupuntura VC-12 (Zhongwan), E-25 (Tianshu) e E-36 (Zuzanli) na prevencao de lesoes agudas mucosa gastrica produzidas pela indometacina em ratos Wistar. Material e Metodo: Este trabalho foi dividido em 5 experimentos os quais tiveram em comum os procedimentos gerais da inducao da lesao aguda da mucosa gastrica pela aplicacao orogastrica de indometacina (20mg/Kg) e contagem das lesoes gastricas. Resultados: No primeiro e segundo experimentos foi mostrado que a moxabustao e eficaz na prevencao das lesoes agudas da mucosa gastrica, com o grupo MORA apresentando uma media de 0,039 mm2 de area lesada, correspondendo a 8,4 vezes menos do que o grupo INDO e a 2 vezes menos que a area ocupada pelo grupo SHAM (ponto falso) (p< 0,05), e que o aquecimento a uma temperatura de 60ºC foi significativamente (p<0,05) mais eficaz do que a 45ºC. No terceiro e quarto experimentos a aplicacao de moxabustao de folhas secas de Artemisia vulgaris foi significativamente (p<0,05) mais eficaz na prevencao das lesoes da mucosa gastrica do que a aplicacao da moxabustao de carvao de Artemisia e de charuto nos pontos de acupuntura, e tambem que a aplicacao de bolsa de agua quente. 0 quinto experimento mostrou que a lesao das fibras C com o uso da capsaicina limitou em parte o efeito da moxabustao em prevenir o aparecimento das lesoes gastricas. Conclusoes: A moxabustao e eficaz na prevencao de lesoes agudas da mucosa gastrica produzidas pela indometacina sendo este efeito dependente da temperatura aplicada, do material, do ponto de acupuntura e de integridade das fibras afferentes sensivitas, principalmente das fibras C
Palavra-chave Moxibustão
Mucosa Gástrica/lesões
Indometacina
Fibras Nervosas
Ratos Wistar
Idioma Português
Data de publicação 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 124 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 124 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17494

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta