Cervical epidural haematoma with clivus fracture: case report

Cervical epidural haematoma with clivus fracture: case report

Título alternativo Hematoma cervical epidural com fratura de clivus: relato de caso
Autor Melo, Paulo Mácio Porto de Autor UNIFESP Google Scholar
Kadri, Paulo Abdo do Seixo Autor UNIFESP Google Scholar
Oliveira, Jean Gonçalves de Autor UNIFESP Google Scholar
Suriano, Ítalo Capraro Autor UNIFESP Google Scholar
Cavalheiro, Sergio Autor UNIFESP Google Scholar
Braga, Fernando Menezes Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Clivus fractures are rare and severe entities, usually associated with vascular or cranial nerve lesions and frequently diagnosed postmortem. Cervical epidural haematomas can be traumatic or spontaneous, manifested in acute or chronic form, and are treated surgically in the majority of cases, although the conservative treatment also can be indicated to patients with incomplete and non-progressive deficits. The authors report the case of a female patient, 8 years old, victim of trampling in public way by a high velocity motorized vehicle, admitted in Glasgow 7, anisocoric pupils (left pupil midriatic), whose radiological investigation showed a transverse fracture of the clivus, cervical epidural haematoma and diffuse axonal injury. The patient was submitted to intracranial pressure monitorization, sedation and conservative treatment with dexamethasone, with good outcome. The authors also present a literature review.

As fraturas de clivus são entidades raras e graves, usualmente associadas a lesões vasculares ou de nervos cranianos, sendo freqüentemente diagnosticadas postmortem. Hematomas epidurais cervicais podem ser traumáticos ou espontâneos, manifestos de forma aguda ou crônica, requerendo tratamento cirúrgico na maior parte das vezes, embora o tratamento conservador possa ser indicado a pacientes com déficits incompletos ou não progressivos. Os autores relatam o caso de uma paciente do sexo feminino, 8 anos, vítima de atropelamento em via pública por veículo automotor em alta velocidade, que foi admitida em glasgow 7, com anisocoria (pupila esquerda midriática). A investigação radiológica evidenciou fratura transversa de clivus, hematoma epidural cervical e lesão axonal difusa. A paciente foi submetida a monitorização da pressão intracraniana, sedação e tratamento conservador com corticoesteróides, com boa evolução. Os autores apresentam também uma revisão da literatura pertinente.
Palavra-chave epidural haematoma
clivus fracture
pediatric trauma
hematoma epidural
fratura de clivus
trauma pediátrico
Idioma Inglês
Data de publicação 2003-06-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 61, n. 2B, p. 499-502, 2003.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 499-502
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2003000300034
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000184047200034
SciELO S0004-282X2003000300034 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1748

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-282X2003000300034.pdf
Tamanho: 1.073MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta