Alteracao da funcao pulmonar e papel do edema intersticial pulmonar nos pacientes com insufiCiência cardiaca cronica no exercicio

Alteracao da funcao pulmonar e papel do edema intersticial pulmonar nos pacientes com insufiCiência cardiaca cronica no exercicio

Título alternativo Change of pulmonary function and the role of interstitial pulmonary edema in patients with chronic heart failure during exercice
Autor Brasileiro, Francisco Cleanto Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O objetivo desta tese foi o de evidenciar as alteracoes da funcao pulmonar e o papel do edema intersticial pulmonar (EI) nos pacientes com insufiCiência cardiaca cronica (ICC), no exercicio cardiorespiratorio, atraves de uma metodologia nao-invasiva. Para isto estudamos grupos de sujeito controle, de pacientes cardiacos (graus I, II e III da Classificacao funcional da New York Heart Association) e de pacientes broncopneumopatas. Os parametros espiroergometricos, a capacidade pulmonar de difusao (DLCO) corrigida pela ventilacao (DLCONA), o debito cardiaco (Q) pelo metodo da reinalacao pelo C02, e a tomodensitometria de alta resolucao (TDM-AR), foram recolhidos e estudados no repouso e no exercicio. Nos encontramos no exercicio maximo, uma inadaptacao do Q, uma DLCO diminuida no repouso e uma nao-elevacao da DLCO e da DLCONA nos pacientes cardiacos apos o exercicio em relacao aos sujeitos controles. Os resultados ainda apontaram na determinacao de indice simples na pratica clinica que permitissem diferenciar, durante o exercicio, entre a origem cardiaca ou pulmonar de uma dispneia. Este indice foi: a diferenca da relacao da frequencia respiratoria e o volume corrente nos pacientes cardiacos e nos pacientes com doenca pulmonar obstrutiva cronica enquanto que os dados do regime ventilatorio foram similares nos dois grupos. O edema intersticial foi colocado em evidencia atraves da TDM-AR apos o exercicio no grupo cardiaco, utilizando os seguintes criterios: espessamentos das paredes bronquicas, a acentuacao da linha vascular periferica, o edema peribronquico e a relacao do diametro arteria/bronquio >1 no lobo superior. O El foi maximo aos 12 minutos apos o exercicio, e aos 20 minutos, este edema praticamente desapareceu, em resposta a uma drenagem linfatica mais ativa no espaco intersticial. Em conclusao, nos mostramos a importancia e a eficacia de nossa metodologia empregada ao evidenciarmos um edema intersticial nos pacientes cardiacos cronicos. A DLCO foi bem aceita e de facil realizacao nos pacientes cardiacos apos o exercicio. A TDM-AR pode ser um instrumento indispensavem na avaliacao do edema pulmonar
Palavra-chave Edema Pulmonar/fisiopatologia
Insuficiência Cardíaca
Doença Crônica
Exercício
Idioma Português
Data de publicação 2001
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2001. 101 p. ilustab.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 101 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17479

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta